São Vicente: Os 61 motoristas contratados para trabalhar em Portugal viajam em Novembro

27/10/2022 12:46 - Modificado em 27/10/2022 12:46
| Comentários fechados em São Vicente: Os 61 motoristas contratados para trabalhar em Portugal viajam em Novembro

Mais de um mês após o recrutamento e contratação, e que deveriam embarcar na altura, os motoristas contratados pela empresa portuguesa Alsa Todi para garantir serviço na Península de Setúbal, embarcam para Portugal, a partir de 02 de Novembro, para reforçar a melhoria do serviço.

A informação foi avançada por jornais locais, que indicam que o presidente da Câmara Municipal de Setúbal, André Martins, revelou na reunião pública desta quarta-feira, 26, que a empresa Alsa Todi irá garantir a “regularização e estabilidade do serviço no dia 02 de Novembro com a chegada dos 60 motoristas vindos de Cabo Verde”.

Os 60 profissionais que estão a organizar a viagem para vir para Portugal, vão juntar-se aos 20 que já se encontram em Portugal, contratados recentemente e, segundo André Martins, vai fazer com que os transportes públicos no concelho atinjam um “nível de regularidade” dos compromissos do caderno de encargos.

No dia 01 de Outubro, houve manifestação por parte de utentes em diversas localidades da península de Setúbal, exigindo melhoria do serviço, com mais carreiras, mais autocarros e o cumprimento dos horários previstos.

A Alsa Todi já tinha garantido que está em diálogo permanente com a Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML), entidade responsável pela gestão do serviço público de transportes rodoviários da Área Metropolitana de Lisboa (AML) e que os motoristas contratados em Cabo Verde deverão colmatar as necessidades imediatas da empresa.

A empresa também explicou que o recrutamento foi feito com a colaboração de parceiros locais, em Cabo Verde, acompanhado por responsáveis da Alsa Todi, que garantiram a aptidão para o exercício de funções.

Esses recrutamentos acontecem pouco tempo depois de o Governo de Portugal ter aprovado um diploma em que os portadores de cartas de condução emitidas em Cabo Verde podem conduzir neste país sem trocar o título, caso não tenham mais de 15 anos desde a emissão ou da última renovação.

A medida abarca todos os cidadãos dos Estados-membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), mas o titular deve ter menos de 60 anos de idade.

Alsa Todi é a empresa que assegura os transportes públicos rodoviários nos concelhos de Setúbal, Moita, Montijo, Alcochete, Palmela e Barreiro, na área 04 da Carris Metropolitana.

Inforpress

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.