Cabo Verde Ocean Week 2022: Mindelo continua a ser o epicentro das celebrações do Ocean Week que este ano conhece uma nova largada

24/10/2022 23:40 - Modificado em 24/10/2022 23:40
| Comentários fechados em Cabo Verde Ocean Week 2022: Mindelo continua a ser o epicentro das celebrações do Ocean Week que este ano conhece uma nova largada

O conceito do Cabo Verde Ocean Week 2022 é tirar a iniciativa dos gabinetes, dos espaços fechados e fazer com que seja ainda mais participado e com maior envolvência da população, avançou esta segunda-feira, o ministro do mar.

Cabo Verde Ocean Week acontece de 20 a 25 de Novembro, sob o lema “amar o mar”.

“A ideia é que o CVOW seja uma semana, que a população sente que todas as temáticas voltadas para o mar são debatidas e pertencem às comunidades e não são apenas restritivo ao governo”, defendeu Abraão Vicente que acredita, que sem a participação e consciencialização da população das actividades que fazem parte da semana dos oceanos, não haverá uma verdadeira preservação do nosso mar.

“Se a população não se apropriar do mar como um espaço próprio dificilmente teremos um mar para o futuro”, atirou o governante, durante a apresentação do programa em conferência de imprensa em São Vicente.

E por ser uma cidade voltada para o mar, o ministro do mar, considera que Mindelo deve-se orgulhar de ter um evento como este que vai na sua quinta edição. E espera poder contar com o engajamento de todas as Câmaras Municipais de Cabo Verde, para que as iniciativas saídas do Cabo Verde Ocean Week, possam ser replicadas em todo o país.

Abraão Vicente diz ainda que “grande parte das actividades projectadas para o Ocean Week 2022” tem a ver com objectivos estratégicos que advêm da recomendação final da Cimeira dos Oceanos de Lisboa.

E são elas, as recomendações: “As políticas de sustentabilidade ambiental, desenvolvimento e estratégias para gerar consciencialização acerca da relevância natural e cultural do Oceano, estabelecer plano de ordenamento marítimo e costeiro, programa de sensibilização e educação relacionado com oceano impulsionar acções para prevenir, reduzir significativamente a poluição marinha e marítima e impulsionar estratégias para a redução dos plásticos, aprimorar a gestão sustentável da pesca e apoiar promoção e fortalecimento de economias sustentáveis baseadas no oceano”, elencou.

O ministro garante que o objectivo é elevar a consciencialização e fomentar o diálogo sobre a essência e importância da sustentabilidade dos oceanos, visando criar uma cultura visada para preservação e conservação da saúde do mar e explorar de forma sustentável os recursos marinhos nos mares sob jurisdição de Cabo Verde.

A tutela pretende que a 5ª edição do CVOW seja uma nova largada, com um novo conceito, aproveitando o facto de ser um evento que se consolidou como uma referência nacional e internacional sob a temática da conservação dos oceanos.

“É neste sentido que querendo alargar um pouco mais o âmbito da Ocean Week saindo das conferências, das salas, do circuito um pouco fechado de conversas sobre o mar, este ano nós criamos a equipa do ministério do mar”.

São atividades, acrescentou, para “dar corpo e visão de ter um CVOW, onde a população e multiplicidade de actores possam participar.

Da programação terá o já conhecido concurso de fotografias sobre o oceano, uma Ocean innovation, que é a criação de soluções para os oceanos, com o envolvimento das universidades start ups, empresas públicas e privadas, empreendedores para ver materializados acções através das quais podemos criar alguns exemplos chaves de soluções concretas que a ocean week pode trazer para os oceanos.

Também painéis desenvolvendo vários temas abordados, como a “Poluição marinha, que soluções”, – como Cabo Verde pode contribuir para este dilema global criando soluções locais que possam ser transpostos para o nível mundial.

A Pesca sustentável, energias renováveis, ou seja, como Cabo Verde pode usar o seu vasto oceano para ser um espaço onde se possam desenvolver novas iniciativas para energias renováveis. Os portos azuis e mapeamento dos oceanos.

Ainda uma conferência científica estilo Ted EX com apresentações de cientistas cabo-verdianos e estrangeiros no sentido de pensarmos e apresentar as soluções para o nosso mar e economia azul.

Terá uma feira de profissões ligadas ao mar, que vai ser coordenada pelo EMAR, na Praça Dom Luís e o Blue Food. Um festival dedicado à produtos exclusivamente do mar, ou seja comida daquilo que vem do mar, desde peixe, algas, mariscos.

A ideia é que seja organizada numa das comunidades piscatórias da ilha, e a comunidade de Salamansa, posiciona-se como a melhor solução, tendo em conta, que já possui uma unidade de produção de hambúrguer de peixe na localidade.

“A ideia é organizar um festival de comida só com produtos do mar. Levar a cidade para uma comunidade piscatória e promover atividades sócio culturais voltada para a ideia de divulgar e promover as comidas voltadas para o mar”, realçou Abraão Vicente.

O ministério do mar, quer que o Ocean Week seja mais que uma manifestação das políticas públicas do governo. E por isso quer juntar as ONG´S no país, à volta do evento.

É que segundo Abraão Vicente, estas organizações não governamentais têm desempenhado um papel fundamental na preservação do meio ambiente. “Muitas vezes as Ong ‘s fazem o trabalho, que o Estado deveria, de certa forma, liderar. Mas a nível internacional são as organizações que têm estado na frente dessas iniciativas”, evidenciou.

“Queremos trazer as Ong´s para partilhar as suas experiência e também demonstrar o trabalho que tem que ser feito, através de documentários, palestras, entre outros”, explicou o governante.

Ainda durante a semana, serão realizadas algumas actividades náuticas na baía do Mindelo, entre os quais corrida de bote e canoagem e ainda, uma reedição da “Volta a Djeu”.

O vasto leque de programas que durante a semana coloca a cidade do Mindelo no epicentro dos debates à volta do projecto, que conta ainda com música, cinema e teatro com foco na temática mar.

EC

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.