De futebol em Cabo Verde para futsal em Portugal: O maior desejo de Laís Spencer é firmar-se na equipa de Valejas AC Feminino

23/10/2022 23:47 - Modificado em 23/10/2022 23:47
| Comentários fechados em De futebol em Cabo Verde para futsal em Portugal: O maior desejo de Laís Spencer é firmar-se na equipa de Valejas AC Feminino

Laís Spencer é muito conhecida em São Vicente pelo seu talento pela bola. Já passou por várias equipas femininas de futebol e futsal.

Agora, nas terras lusas tenta frmar-se no clube de Valejas AC Feminino, equipa Sénior de futsal de 1ª divisão de Portugal. Equipa essa que conta neste momento com 10 jogadoras de nacionalidade cabo-verdiana das diversas ilhas.

Esta jovem de 28 anos é natural da ilha do Sal e viveu vários anos em São Vicente, destacando o seu talento e gosto pela bola. No futsal é considerada uma jogadora universal, podendo jogar em qualquer posição, carregando nas costas o número quatro.

E no futebol, quando jogava em Cabo Verde, era jogadora avançada. Em declarações ao Notícias do Norte, Lais avançou que por enquanto ficou pelos treinos que arrancaram a 27 de Julho passado, porque ainda está no processo de obter documentação e poder fazer os primeiros jogos oficiais.

“Em relação a documentação está um pouco difícil, mas espero estar em breve com a equipa”, disse a atleta que acrescentou que por ser jogadora federada em Cabo Verde, fica um pouco complicado.

E porque também tem um emprego, a desportista espera ver o seu horário de trabalho sofrer uma mudança para que possa continuar com os treinos e integrar na equipa. A mesma adiantou que esta foi uma oportunidade que agarrou de primeira, e que logo que for formalizada quer dar o máximo de si.

Neste momento disse estar muito “eufórica” com a recente contratação, tendo até ao momento feito a inscrição e que brevemente espera receber uma resposta da Federação Portuguesa de Futebol.

A equipa de Valejas AC Feminino tem no seu plantel cerca de 10 atletas cabo-verdianas das ilhas de São Vicente, Boavista, Sal, Santiago e Santo Antão.

Segundo esta jovem que falava em nome das restantes colegas cabo-verdianas, os dirigentes acreditam no potencial das meninas do arquipélago e que o clube tudo tem feito para continuar a manter as jogadoras no plantel.

“Temos capacidade e temos recebido muitos elogios por parte dos dirigentes do clube, principalmente pela nossa forma de jogar”, disse.

Em São Vicente deu o seu contributo por muitos anos na equipa de Mindelense, para além de jogar nas formações de Maderalzinho e Chã de Alecrim. E no Sal, fez parte das equipas de futebol e futsal de Dorense e Lana na ilha do Sal e em 2018/19 Lais Spencer foi campeã nacional de futebol.

AC – Estagiária

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.