Rainhas do cabelo afro almejam expandir negócio: Cidade da Praia é o próximo ponto

16/10/2022 18:36 - Modificado em 16/10/2022 18:36
| Comentários fechados em Rainhas do cabelo afro almejam expandir negócio: Cidade da Praia é o próximo ponto

Em meio às dificuldades financeiras, eis que surgiu a ideia de ter um negócio único que veio
valorizar os cabelos naturais. As irmãs Évora foram das primeiras no país a terem um salão
totalmente dedicado ao tratamento de cabelos naturais na ilha de São Vicente. O negócio
cresce e brevemente vão abrir uma filial na cidade da Praia, para além de já terem a sua sede
em São Vicente.
Nasceram e cresceram em Martiene, no interior do concelho de Porto Novo e residem
atualmente em Ribeirinha. Vanizia Évora e Vacilisa Évora, de 25 e 29 anos, lembram que em
2015 a situação financeira não era boa, por conta disso abandonaram os estudos.
Diante das dificuldades surgiu a ideia de ter um pequeno negócio através daquilo que mais
sabiam fazer: cuidar dos cabelos. Primeiramente começaram a alisar cabelos e a cuidar dos
cabelos naturais.
Com o passar do tempo em que os clientes eram escassos, decidiram focar somente nos
cabelos naturais. Com a atual valorização dos cachos e crespos, mais e mais mulheres têm
optado por abandonar o processo de alisamento.
“Aceitamos abrir aquele serviço principalmente porque passamos por muitas dificuldades
financeiras”, contou Vanizia Évora. Sem muitas condições financeiras e estruturais e sem
formação na área, arriscaram abrir o negócio com ajuda da mãe que dizem ser a pessoa que desde a primeira hora mostrou disposta a ajudar naquilo que fosse possível.
O maior desafio para as jovens empreendedoras era conseguir clientes para se aguentarem
com o negócio e ganhar confiança dos mesmos.  
Passados 7 anos muita coisa mudou. Elas já contam com um grande número de clientes fixos e
os pontuais, para além de outros serviços de beleza adicionados ao negócio. Hoje as jovens já
conseguem disponibilizar postos de trabalho para outras mulheres para terem os seus
rendimentos.
“Fomos as primeiras a começar a trabalhar especificamente com cabelo natural, livre de
química, tanto a nível da ilha de SV e de Cabo Verde”, considerou Vany Évora.
Os cabelos destas jovens servem de montra para quem quer elevar a autoestima e dedicar
com amor aos seus cabelos crespos.  Assumir os seus cabelos crespos, sentirem-se bem elas
mesmas e “poderosas”, foram os primeiros passos para esta tendência que cada vez mais vem
ganhando adeptos e adeptos.

Expansão do negócio

brevemente vão abrir um filial no Palmarejo na cidade da Praia, onde o maior desafio foi
encontrar um espaço que não fosse muito dispendioso.
O  plano já estava no papel há muito tempo e agora decidiram colocá-lo em prática. Os
próximos serão em Santo Antão e Sal consoante a procura.
Não paramos por aqui, vamos sempre continuar com a atividade e fazer com que muitas
mulheres elevem a autoestima, para se valorizarem através dos cuidados com os cabelos
naturais.
 A jovem acredita que graças a iniciativa conseguiram “elevar a autoestima” de muitas
mulheres, visto que sempre esta foi a meta que desejavam alcançar. “O nosso maior objetivo é
fazer com que a mulher se sinta mais bonita”, finalizou.

AC – Estagiária

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.