Filme RTP da realizadora Flávia Gusmão explora o luto e a identidade

13/10/2022 17:29 - Modificado em 13/10/2022 17:30
| Comentários fechados em Filme RTP da realizadora Flávia Gusmão explora o luto e a identidade

“MANGIFERA” é o quarto capítulo de um projeto multidisciplinar de arte sobre perda e luto criado pela artista Flávia Gusmão, no seguimento da morte da amiga e conhecida produtora, gestora e ativista cultural cabo-verdiana Samira Pereira.

A morte é o lugar de partida. A catarse o lugar de chegada. Partindo de um livro enterrado no canteiro de uma mangueira da última casa de Samira Pereira (ativista cultural cabo-verdiana, falecida em 2021), #4 MANGIFERA explora as ficções, complexidades e nuances da identidade –– e da caboverdianidade, mais concretamente –– a partir de mapas imaginários de Cabo Verde e das comunidades cabo-verdianas.  

Através de um processo de criação desenvolvido com diferentes comunidades cabo-verdianas de vários países, encontra-se um paralelo imaginado entre a biografia de Samira Pereira – nascida em 1976, um ano depois da independência de Cabo Verde – e os acontecimentos históricos e políticos que marcaram o seu círculo de amigos e co-conspiradores, o seu legado e atividade cultural e os territórios onde viveu, sobretudo os que influenciaram fluxos migratórios de partida e de regresso. 

Com a estreia integrada na celebração do centenário do nascimento de Agustina-Bessa Luís na RTP, o filme adapta e crioliza o seu conto As mãos contra a luz; bem como um poema original de Shauna Barbosa, poeta norte-americana com ascendência cabo-verdiana.

“Achei que este texto de Agustina (…) poderia ser sobre a Samira. O texto amplifica também, a meu ver, problemáticas que se relacionam com a ideia de identidade(s), o papel da mulher, geografias de onde se quer fugir e voltar e também me sugeriu um ponto de partida para uma tentativa de se pensar sobre o que nos faz denominar alguém de “intelectual”.  

MANGIFERA será transmitido no domingo à noite na RTP 2, pelas 23h15, e estará disponível na RTP Play.

A estreia internacional em festival está programada no âmbito da curadoria de cinema cabo-verdiano Tela de Pano-Terra, parte da mostra de cinema afro Nicho Novembro, no Centro Cultural de São Paulo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.