Autocarros da Transcor voltam a sofrer vandalismo na zona de Ribeira de Craquinha – PCA pede aos moradores que sejam vigilantes

6/10/2022 21:55 - Modificado em 6/10/2022 22:00
| Comentários fechados em Autocarros da Transcor voltam a sofrer vandalismo na zona de Ribeira de Craquinha – PCA pede aos moradores que sejam vigilantes

Depois de ter denunciado recentemente, atos de vandalismos nos autocarros que fazem a linha da zona da Ribeira de Craquinha, o Presidente do Conselho de Administração da Transcor, voltou a denunciar o caso. E pede mão dura aos meliantes, por colarem a vida de outras pessoas em perigo e destruição de propriedade privada.

Luís Gonzaga diz que depois da primeira queixa feita a Policia Nacional, e após alguma acção na zona, os atos cessaram, mas voltaram a acontecer no ultimo mês e na quarta-feira, 05 de Outubro.

Este responsável acredita que a solução, não passa por retirar os autocarros daquela linha, pelo menos a partir das 20 horas, altura que são registados os atos. Todavia mostra-se preocupado com a segurança dos condutores da empresa e em particular com os passageiros.

“A situação aconteceu no dia 29 de Setembro. Tivemos mais alguns vidros quebrados, com pedras na zona de Chã de Marinha e esta quarta-feira, 05 de Outubro, voltamos a registar mais uma vez no serviço noturno uma situação idêntica”, critica o empresário, que diz não saber mais o que fazer naquela zona.

Luís Gonzaga reconhece que nem todos são culpados, mas infelizmente, caso a situação continue, o autocarro será retirado daquela linha à noite, e consequentemente muitas pessoas vão ser prejudicadas.

“Reconhecemos que não é a solução, já que tem pessoas que servimos, como é o caso dos estudantes, trabalhadores, para que alguns estejam a provocar uma situação dessas”.

Por isso, antes de tomar tal decisão, disse que já fez queixa a PN e que agora pretende um encontro com o Diretor Nacional da PN, que se encontra em São Vicente para que juntos possam, tentar trabalhar uma estratégia de forma a evitar que estes vandalismos continuem.

“Esperamos conseguir falar com o diretor Nacional da PN, que se encontra em São Vicente para por cobro a esta situação na zona de Chã de Marinha, caso contrário vamos ter que tirar os carros desta linha”, frisou Gonzaga que pede aos moradores que estejam vigilantes e a denunciarem caso saibam de alguma coisa.

“O autocarro serve a população da zona. Por isso pedimos que os moradores trabalhem em conjunto com a polícia no sentido de denunciar os responsáveis”.

O PCA afirma que a situação não está fácil, isso após a turbulência da pandemia da Covid-19, a guerra da Ucrânia, que provocou o aumento dos preços dos combustíveis, que quase duplicou e a situação mais recente, que a empresa passa, que foi a saída “desenfreada” dos condutores que tiveram que ser substituídos.

Neste omento, contudo, diz que a situação está a normalizar e voltam a deparar-se com esta situação, que tem sido recorrente.

“Quase de semana em semana, quebram os autocarros nesta zona”, apontou, realçando que a PN fez um trabalho de acompanhamento, e os problemas pararam por um tempo, mas, entretanto, voltaram acontecer.

EC

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.