Ministério do turismo almeja um turismo cada vez mais sustentável e diversificado em todo o país

27/09/2022 13:03 - Modificado em 27/09/2022 13:03
| Comentários fechados em Ministério do turismo almeja um turismo cada vez mais sustentável e diversificado em todo o país

Em mensagem alusiva ao Dia Mundial do Turismo, celebrado hoje, 27 de setembro, o ministro do turismo, Carlos Santos, sublinhou a importância do setor para a economia cabo-verdiana e que os atuais desafios só reforçaram a ideia de que é preciso ter um turismo cada vez mais sustentável e diversificado em todo o país.  

Este ano comemorando sob o lema  “Repensar o Turismo”, o Dia Mundial do Turismo, segundo Carlos Santos, é uma data “simbólica” mas de enorme significado para Cabo Verde, “dado a importância que este setor representa para a economia nacional”.

“Basta relembrar que 25% do PIB de Cabo Verde, isto é, todos os ganhos e os rendimentos, per capita, de todos os setores ligados, direta ou indiretamente, ao turismo”, destacou o governante.

Há mais de dois anos que a pandemia da covid-19 despoletou uma crise economia mundial e Cabo Verde foi impactado, principalmente nos setores do turismo e dos transportes aéreos, cujos “impactos nefastos já foram sobejamente falados e quantificados”.

A perda de empregos e de rendimentos de inúmeras famílias e encerramento de muitas empresas, principalmente estabelecimentos hoteleiros e companhias aéreas, foram as principais consequências dessa crise, segundo Carlos Santos.

“O Governo travou e venceu, sem falsa modéstia, os desafios da crise sanitária, preparando o país para uma retoma que está a acontecer a olhos vistos, mormente as demais crises em vigor, nomeadamente as mudanças climáticas, os anos sucessivos de secas e, ultimamente, a Guerra da Ucrânia”, salientou.

Santos está certo de que o turismo continua a ser o “rebocador da economia Cabo-verdiana” e repensar e tratar este setor “tem uma enorme importância e significado para todos nós”.

“Queremos um Turismo cada vez mais sustentável e diversificado, em todas as ilhas e municípios de Cabo Verde, pondo sempre no centro as famílias, sobretudo os jovens, que são o futuro de Cabo Verde”, afirmou.

Com isso, o ministro do turismo mencionou que o Programa Operacional do Turismo (POT 2022-2026), é um instrumento desenhado, pela primeira vez, de forma transversal a todos os setores da economia, e está avaliado em cerca de 200 milhões de euros.

O mesmo programa, explicou, visa impulsionar a qualificação e a diversificação da oferta turística, a melhoria da governança, a promoção e marketing do destino, a qualificação dos recursos humanos e fazer da sustentabilidade o eixo central do setor.

Esta nova abordagem, destacou, foi fruto de um intenso trabalho levado a cabo pelos Técnicos e Dirigentes do MTT, contando com uma “ativa colaboração” de parceiros nacionais e cooperação internacional.
AC

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.