Praia é uma das primeiras cidades em África a ser contemplada com o projeto “Cidades Verdes” da FAO

13/09/2022 17:06 - Modificado em 13/09/2022 17:06
| Comentários fechados em Praia é uma das primeiras cidades em África a ser contemplada com o projeto “Cidades Verdes” da FAO

A cidade da Praia é uma das primeiras cidades em África a ser contemplada com o projeto Cidades Verdes da Organização das Nações Unidas para agricultura e alimentação – FAO. Ainda em Cabo Verde as cidades de São Filipe e do Mindelo são convidadas a fazer parte das mil cidades verdes da África até 2030. O encontro com a sociedade civil e outras entidades locais decorreu hoje na capital do país.

A expetativa da FAO é conseguir criar uma rede de cidades verdes para troca de boas práticas e construir oportunidades de cooperação entre si.

A crise climática é um dos maiores desafios globais do século XXI. As questões das mudanças climáticas e sustentabilidade continuam a ter impactos nefastos no meio ambiente e no desenvolvimento económico e social.

Desde o ano 2000, mais de 50% da população vive nas cidades e estão consumindo boa parte da energia e dos alimentos produzidos globalmente.

Para contrariar esta tendência é necessário tornar as cidades mais verdes, mais limpas, resilientes e regenerativas.

É neste contexto que a FAO já arrancou com a iniciativa “Green city” (Cidades verdes, em português) a nível global, avança a representante da Fao em Cabo Verde, Ana Touza.

“Em Cabo Verde, também com o propósito de melhorar a subsistência, o bem-estar das populações urbanas e periurbanas em, pelo menos, 100 cidades em todo o mundo nos próximos 3 anos. Até 2030 queremos abranger 1000 cidades”, avançou esta responsável.

Acrescentou que a cidade da Praia foi uma das primeiras 6 em África, e que nesta cidade a iniciativa pode ser reforçada.

A FAO espera alargar futuramente o programa a outras cidades do país, como São Filipe na ilha do Fogo e em Mindelo.

“No futuro contamos criar uma rede de cidades verdes para trocar experiência das melhores práticas, sucessos, ilações, bem como construir oportunidades e cooperação de cidades para cidades”, destacou.

O presidente da Câmara Municipal da Praia – CMP – saúda a iniciativa pela envergadura do projeto que atua em 3 vertentes, nomeadamente a sustentabilidade ambiental, a agricultura urbana e cidades verdes.

E para envolver a sociedade civil e outras entidades locais a CMP e o escritório da FAO realizaram um encontro de auscultação com o propósito de recolher subsídios sobre os desafios específicos enfrentados pelas cidades e a adesão política a estas questões, conforme Francisco Carvalho.

De referir que nos bairros de Ponta D’agua e Achada Grande Frente já estão em curso ações no sentido de serem transformados em bairros cada vez mais verdes.

NN/RCV

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.