São Vicente: Enxurrada da chuva destrói curral e mata várias cabras e outros animais em Tchon d´Holanda

11/09/2022 19:00 - Modificado em 11/09/2022 19:00
| Comentários fechados em São Vicente: Enxurrada da chuva destrói curral e mata várias cabras e outros animais em Tchon d´Holanda

Após as fortes chuvas da passada terça-feira, 06 de Setembro, os danos e estragos continuam a ser contabilizados, um pouco por todo o lado em São Vicente. E no perímetro agrícola de “Tchon d´Holanda”, cerca de cinco quilômetros do centro da cidade do Mindelo, alguns estragos foram registados, entre as quais a perda de vidas animais.

Além dos estragos nas hortas, e dos tubos de instalação de gota a gota, espalhados pelo terreno que ficaram danificados, dois currais ficaram destruídos com a enxurrada das chuvas.

O de maior gravidade, que ficava em frente a uma vala, para o desvio da água, mas que infelizmente não conseguiu aguentar a pressão do precioso líquido, foi levado pela correnteza e com isso, todos os animais que se encontravam dentro do local. Várias cabeças de cabras, galinhas e dois porcos. “Perdi quase todos os meus animais. Os porcos, infelizmente, nunca mais os vi. A maior parte das galinhas e dez cabras também”, lamentou Domingos dos Santos, criador de gado e agricultor.

Ao chegar no local deparamos com a situação do curral, feito com madeira e de tambor, espalhados pelo chão. Um sinal claro do que se tinha  passado. Em conversa com este criador de cabras, começou por dizer nos que neste dia aconteceu muitas coisas com ele.  “Fiquei com muitos prejuízos. Água chegou, graças a Deus, mas fiquei praticamente quase sem nada”, conta este produtor que afirma que a “boca de água” foi mais forte que a estrutura.

Só não perdeu tudo, acrescentou, porque algumas pessoas conseguiram “socorrer alguns, mas muito pouco”, em comparação a perda, explicou Domingos dos Santos abalado, que quer agora, voltar a construir e aos poucos conseguir juntar mais animais.

Mas isso, como o mesmo avançou, vai ser aos poucos. “Não tenho nada. Por isso vou avançando conforme conseguir”.

Já o presidente da associação do perímetro agrícola, João Monteiro “Djunga”, assegurou que apesar dos pesares, a chuva é sempre bem-vinda. “Temos a terra molhada, pasto para os animais”.

Entretanto, não pode deixar de referir os danos, e espera que a delegada do Ministério do Ambiente em São Vicente possa acompanhar o caso com atenção, para ajudar a resolver os problemas.

Além dos animais que foram perdidos, apontou prejuízos nas hortas, com os tubos de instalação de rega gota a gota. “Em conjunto com a delegada esperamos trabalhar para as suas resoluções”.

Sobre a enxurrada que levou o curral e causou os prejuízos, a perda de vidas animais, devido a uma vala feita em anos anteriores e o desvio foi mal feito e por isso, a água invadiu o local.

Monteiro salienta que agora é trabalhar, embora lamenta a falta de projetos para a retenção da água das chuvas, que “infelizmente só corre pelas ribeiras” e não conseguem aproveita- la mais. “Tínhamos um projeto da construção de um dique para reter a água pelo solo e isso poderia aumentar a água nos poços e nos furos nas zonas mais abaixo”.

Sobre o seu trabalho, assumiu a presidência da associação dos agricultores de Tchon d’Holanda em 2020, disse que nunca teve apoio do antigo delegado, contudo mostra-se expectante em trabalhar com a nova delegada, já que como disse mostra-se mais acessível.

Elvis Carvalho

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.