Primeiro-ministro destaca importância dos financiamentos do BAD na mitigação dos efeitos das crises no País

8/09/2022 15:29 - Modificado em 8/09/2022 15:29
| Comentários fechados em Primeiro-ministro destaca importância dos financiamentos do BAD na mitigação dos efeitos das crises no País

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva. reconheceu o papel do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) no processo de desenvolvimento de Cabo Verde e na disponibilização de financiamentos para apoiar o arquipélago na mitigação dos efeitos das crises.

Numa declaração conjunta à imprensa, com o presidente do Banco Africano de Desenvolvimento, enquadrado na cerimónia de inauguração das obras de expansão e modernização do porto do Maio, Ulisses Correia e Silva enalteceu as “boas parcerias” existentes entre Cabo Verde e o BAD.

“Queríamos reconhecer o papel do BAD no processo de desenvolvimento de Cabo Verde tem relações que vem há muito tempo e que estão concentradas em áreas prioritárias para o desenvolvimento de Cabo Verde e que contribuam na promoção da resiliência do País”, declarou.

O chefe do Governo salientou que os apoios que o BAD tem disponibilizado a Cabo Verde têm sido “muito importantes” e tem ajudado o arquipélago a minimizar os efeitos causados pelas crises, na implementação de “projetos estruturantes”.

“Reconhecer o papel do BAD na mitigação dos efeitos das crises, o BAD respondeu desde a primeira hora o nosso apelo que estivemos confrontados com o início da pandemia, medidas de proteção ajuda orçamental e também continua fortemente engajado nesta fase da crise que o país está a ter”, declarou, afiançando que o arquipélago continuará “fortemente engajada” no reforço da cooperação e das “relações profícuas” com a referida instituição financeira africana.

Destacou ainda o contributo do sector privado no processo de desenvolvimento de Cabo Verde, considerando que investimentos públicos e privados são investimentos que devem “abrir portas” para o crescimento económico do país.

Por seu turno, o presidente do BAD, AkinwumiAdesina, enalteceu o engajamento do Governo de Cabo Verde e as “boas relações” de cooperação, que se iniciaram em 1997 e que já abrangeram várias áreas e “projectos importantes” para o desenvolvimento do arquipélago.

O BAD, avançou, ciente das dificuldades que as economias do mundo estão a passar devido às crises, irá disponibilizar um financiamento no valor de 10 milhões de euros para ajudar Cabo Verde na mitigação dos efeitos das crises e das consequências da guerra na Ucrânia.

Reiterou que o BAD irá ajudar o País no reforço da produção alimentar e na criação de um sistema logístico de transporte e armazenamento dos produtos, tendo como foco a promoção da agricultura, por entender que o desenvolvimento deste sector é “muito importante”.

Destacou ainda a “forte resiliência” de Cabo Verde no combate à covid-19, na mitigação dos efeitos dos sucessivos anos de seca prolongada e da crise económica provocada pela pela guerra na Ucrânia.

Disse, por outro lado, que o BAD irá ajudar Cabo Verde com financiamentos para a promoção do empreendedorismo e emprego jovem, salientando que os jovens são o futuro e a camada importante no processo de desenvolvimento do País.

Inforpress

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.