Ministro defende cooperação entre ministérios para haver maior financiamento à Cultura no próximo OE

5/09/2022 15:12 - Modificado em 5/09/2022 15:12
| Comentários fechados em Ministro defende cooperação entre ministérios para haver maior financiamento à Cultura no próximo OE

O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas defendeu hoje a necessidade de haver uma vontade por parte do Governo e cooperação entre os ministérios para que a verba disponibilizada à Cultura seja aumentada no próximo Orçamento de Estado (OE).

Abraão Vicente fez estas declarações à imprensa, à margem do Conselho do Ministério da Cultura realizada esta segunda-feira sob o lema “Cultura para o futuro”, que teve como finalidade a apresentação da nova largada para o sector da Cultura e das Indústrias Criativas por parte de todas as instituições e coordenações do ministério que tutela.

O encontro, de acordo com o governante, servirá para cada sector não só apresentar o seu plano estratégico, consolidar as estratégias, procurar os financiamentos internos através do Orçamento do Estado, mas também criar uma estratégia óbvia para a captação de recursos internacionais para o financiamento da Cultura e das Indústrias Criativas.

Segundo disse, nos últimos seis anos de governação houve muitas mudanças no Ministério da Cultura a nível dos dirigentes, e o balanço referente a esse mesmo período é “bastante positivo com resultados concretos”.

“Os factos são bastante eloquentes, não há como fugir àquilo que são os resultados do mandato anterior, mas temos uma ambição ainda maior para este mandato. O Governo não pode dar sinal de cansaço, temos seis anos de mandato faltam praticamente quatro, portanto temos aqui de repor as energias e relançar a governação do país a todos os níveis”, declarou.

Apelou, neste sentido, à necessidade de um forte apelo das câmaras municipais para reforçarem os pelouros da Cultura, lembrando que a promoção do sector não pode estar limitada a apenas realização de entretenimento.

“Temos de pegar nos arquivos, nas bibliotecas municipais, num programa, no financiamento municipal, portanto os municípios são aqui convocados a terem um plano estratégico para a cultura municipal, tirando mais valia daquilo que são as especificidades municipais e para isso o Ministério da Cultura irá disponibilizar recursos e mais dirigentes nacionais para fazer esse acompanhamento a nível local”, asseverou.

Relativamente às acções futuras do referido ministério, adiantou que vai ser reforçado o plano de modernização dos museus, os editais públicos de financiamento à cultura, projectos de reabilitação e construção de novos centros e entre outros.

Abraão Vicente avançou ainda que a prioridade das prioridades do Ministério da Cultura será trabalhar para alavancar as indústrias criativas, que, no seu entender, para serem alavancadas o Ministério da Cultura terá de assumir o papel que desempenhou no passado.

“No nosso trabalho de reforço do IGQPI para os direitos do autor, mas da propriedade intelectual será reforçada nos próximos tempos. Iremos fazer nos próximos meses uma verificação dos poderes do mandato e do funcionamento da sociedade do direito de autor”, referiu, acrescentando que o Ministério da Cultura dará uma atenção especial ao cinema nos próximos anos.

Entretanto reconheceu que para o cumprimento dos objectivos terá de haver um reforço do financiamento do sector da Cultura, salientando que as negociações para o próximo Orçamento de Estado ainda não foram concluídas e que as perspectivas relativamente à disponibilização de verbas são “boas”.

“As perspectivas são boas no sentido de que temos de reforçar as verbas destinadas ao sector do artesanato, arte designer, temos de reforçar o financiamento directo à cultura, edição de discos, plataformas digitais, video clipes, portanto temos de negociar e tem de haver aqui uma vontade por parte do Governo em geral em haver uma cooperação entre sectores para haver um maior financiamento do sector da cultura”, defendeu.

Inforpress

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.