Portugal: Jovem cabo-verdiana cria empresa constituída somente por mulheres

4/09/2022 17:48 - Modificado em 4/09/2022 17:48

A cabo-verdiana Ariana Rodrigues Pires de 31 anos, natural de Ribeira Grande de Santo Antão, e atualmente a residir em Portugal, realizou o sonho de ter negócio próprio em terras lusas ao criar a AR Imobiliária, que conta com uma equipa de mulheres jovens. Esta equipa feminina quer também realizar o sonho de quem deseja ter casa própria.

Em entrevista ao Noticias do Norte, Ariana Rodrigues Pires, sócia-gerente da AR Imobiliária, avançou que enveredou pelo ramo,através de um amigo que lhe convidou a trabalhar com ele, num contexto em que a pandemia já começava a alastrar pelo mundo em 2020 e que praticamente estava tudo parado.

A jovem disse identificar-se rapidamente com o ramo imobiliário, principalmente porque trabalhar com pessoas é o seu forte, quanto é que o seu curso académico é a área de serviço social. Mas tudo vai mais além.

“Quando trabalhamos com imobiliária, trabalhamos com sonhos e toda gente sonha em ter casa própria. Isso agrada-me bastante. Quando fiz a minha primeira escritura foi um sonho realizado tanto do cliente como para mim”, desabafou a jovem.

A sua estadia em Portugal começa desde 2010, onde entre sucessos e insucessos, formações e adquirindo experiências em empresas, acabou por se efetivar na imobiliária. Em maio deste ano decidiu que era momento para dar entrada a documentação para obter a sua própria marca, um processo que diz ter acontecido com muita rapidez.

Hoje a empresa da jovem já faz parte do mercado português com uma equipa constituída por jovens africanas, entre as quais três cabo-verdianas e uma guineense, após ter convidado outros amigos e alguns familiares que disse terem recusado o convite da criação do negócio.

“Depois de as minhas amigas aceitarem o convite, constatamos que eramos somente mulheres e não vou negar que adorei a ideia e sentimos mais fortes ainda. Somos mulheres, somos fortes, conseguimos tudo. Portanto vamos arriscar”, ressaltou.

Apesar de iniciarem as atividades recentemente, Ariana Rodrigues afirma que ainda não se depararam com dificuldades e que até ao momento tem sido um sucesso, porque “usar o lado muito positivo das coisas” tem sido o ponto forte da equipa.

Mercado Imobiliário português: Ponto de vista de Ariana Rodrigues

“Neste momento o ramo imobiliário está uma loucura em Portugal, porque há muita procura, mas há pouca oferta”, observou a jovem justificando que a inflação tem sido um problema com casas “extremamente caras”, mas que mesmo assim há muita procura.

O arrendamento, segundo a empresária,também está alto e isso, disse, não compensa para as pessoas arrendar espaços e que o ideal seria comprar um imobiliário. “Em Portugal comprar uma casa é um investimento e se as coisas não correrem bem, vende-se”, disse.

Uma outra questão que enfatizou tem que ver com o mercado que por um lado também está “muito complicado” no que se refere a concorrência que diz estar em alta. “Mas eu estou focada na minha empresa, nos meus objetivos e sei que a minha equipa vai crescer muito e vamos chegar mais longe”, afirmou com convicção a jovem que acredita num futuro promissor.

Questionada em investir futuramente em Cabo Verde, Ariana Rodrigues Pires respondeu que este é algo que deseja muito, principalmente porque “esta área que é a minha paixão” e que também quer dar a sua contribuição para o desenvolvimento do seu país, Cabo Verde.

A finalizar esta jovem empresária aconselha as pessoas a arriscarem e a lutarempelos seus objetivos sem esperar por aprovações. “Apesar de vários atalhos que deparamos ao longo da nossa vida, temos que seguir em frente e nunca desistir”, completou.

AC – Estagiária

  1. Aleida Monteiro

    Quando sentimos satisfeitos com o nosso trabalho eis aqui o resultado !

    Minha querida, te parabenizo pelo esforço, dedicação e empenho !

    Que venha muito mais conquistas e sucessos !

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.