40º Aniversário da ENAPOR: PM enaltece a importância da atividade portuária na economia do país

1/09/2022 15:14 - Modificado em 1/09/2022 15:14
| Comentários fechados em 40º Aniversário da ENAPOR: PM enaltece a importância da atividade portuária na economia do país

O Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva, afirmou na abertura do seminário em alusão a comemoração do 40º aniversário da Enapor, que esta é uma das empresas que mais investe em Cabo Verde e que ainda tem um papel muito importante na diáspora.

Conforme o chefe do governo numa nota, a empresa tem tido um importante papel no setor económico do país com impacto no comércio interno e externo, num país arquipelágico, mobilidade e suporte ao turismo e às pescas.

“Enapor é das empresas que mais investe em Cabo Verde”, afirmou o PM, fazendo referência a expansão e a modernização dos portos do Maio e do Sal, requalificação de Boca de Pistola em Ribeira Grande de Santo Antão, o complexo de porto de pesca de Tarrafal de São Nicolau em construção, e o Terminal de cruzeiros de Mindelo em construção.

Para breve lembra estão previstas a construção de gares marítimas na Praia, Sal, Boa Vista, Tarrafal de SN e Maio, que segundo disse, “irá ter impacto positivo na comodidade, conforto e segurança dos passageiros, assim como a construção de centros de logística e seu impacto na economia das ilhas”.

Relativamente à diáspora, Ulisses Correia destaca a importância do papel da empresa, principalmente tomada de medidas para a melhoria dos serviços relacionados com as remessas dos emigrantes em mercadorias.

“Os Centros de Pequenas Encomendas estão concebidos nesse sentido, assim como as reformas em curso na atividade portuária irão melhorar o ambiente de negócios”, disse o chefe do executivo que destacou ainda a Janela Única do Comércio Externo que deverá ser concluída no primeiro trimestre do próximo ano.

“Incentivamos a ENAPOR a reforçar e a acelerar a aposta na transformação digital da gestão portuária para aumentar a eficiência e a efetividade dos serviços prestados aos utentes”, salientou.

Com isso, Ulisses Correia e Silva assegura que esta aposta irá permitir menos burocracia administrativa, menos custos, menos tempo na realização das operações e melhor sistema de informação, com ganhos para as empresas, para os cidadãos e para a própria empresa.

AC

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.