Ex-PR de Moçambique recorda Quénia e pede que partidos aceitem resultados 

21/08/2022 23:45 - Modificado em 21/08/2022 23:45
| Comentários fechados em Ex-PR de Moçambique recorda Quénia e pede que partidos aceitem resultados 


O ex-presidente de Moçambique Joaquim Chissano, observador convidado nas eleições em Angola,recordou hoje a crise pós-eleitoral no Quénia e pediu aos partidos angolanos que não sigam esse exemplo e aceitem os resultados, após validação pela justiça.

Hoje de manhã, Joaquim Chissano foi recebido pelo presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola e foi feita uma “comparação do que se passou em outros países”.

“Há duas semanas, o ambiente estava calmo quando lá cheguei mas o desfecho das eleições não foi assim tão bonito” e “acabou com a comissão eleitoral dividida”, explicou Joaquim Chissano, numa referência aos confrontos nas ruas entre apoiantes do vice-presidente queniano, William Rutto, e do opositor Raila Odinga, que já anunciou recursos judiciais contra os resultados.

Perante o que se passou, Chissano não quer ver esse cenário em Angola e apela aos partidos angolanos que cumpram as suas próprias promessas de “manter essa unidade angolana, fazer tudo por Angola, para que haja paz, e progresso”.

Por agora, “o ambiente está calmo, mas não vá algum eleitor praticar algumas ações que possam contrariar esta acalmia”, avisou.

“Devemos confiar nos órgãos eleitorais, irmos votar conforme a lei. Se houver quem perde, deve aceitar mesmo que não concorde” e depois “pode recorrer para a justiça”, explicou.

“Mas quando a justiça for feita pelos tribunais tem de aceitar”, recomendou o antigo líder da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), que, tal como o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) em Angola, governa Maputo desde a independência.

Angola vai a votos no dia 24 de Agosto para escolher um novo Presidente da República e novos representantes na Assembleia Nacional.

Noticias ao Minuto

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.