São Vicente: Campeonato nacional de Andebol feminino arranca sem representantes das ilhas do Maio, Brava e Boavista

17/08/2022 14:31 - Modificado em 17/08/2022 14:51
| Comentários fechados em São Vicente: Campeonato nacional de Andebol feminino arranca sem representantes das ilhas do Maio, Brava e Boavista

Arranca esta quinta-feira, 18 de agosto e decorre até ao dia 24, em São Vicente, o Campeonato Nacional de Andebol Sénior Feminino, que este ano conta com a participação de, apenas, oito equipas. Ficam de fora representantes das ilhas da Boavista, Maio e Brava, que, infelizmente, não conseguiram participar, avançou o presidente da associação da modalidade na ilha, Luís Fortes.

O campeonato que vai decorrer durante uma semana, conta com representantes de Santo Antão (Madrugadores), São Vicente (Atlético do Mindelo (campeão em titulo) e Amarante), São Nicolau (Associação AJATSN), Sal (Palmeira), Santiago Sul (ABC), Santiago Norte (Picos), e Fogo (Escola Renascer).

Na estreia, o Atlético do Mindelo, que vai defender o título de 2019, defronta a AJAT de São Nicolau.

Luís Fortes garante que está tudo a postos para o arranque da prova rainha do Andebol, realçando que as equipas já começaram a chegar na ilha. “Cada caravana é composta por 18 pessoas. Dezasseis jogadores e dois dirigentes”.

As equipas já começaram a chegar e estão a ser instalados no centro de Estágio e no Lar Estudantil Leonel Madeira. Não é fácil alojar atletas no momento e recorremos a CMSV que aceitou apoiar a associação na organização da competição. “O grande patrocinador é a Câmara Municipal de São Vicente e o Instituto do Desporto e da Juventude, IDJ.”.

Atletas e clubes tem alguma reclamação na disponibilidade de atletas, um campeonato nacional é um evento do mais alto nível, em termos de modalidade no país. E tem uma grande dificuldade na dispensa de jogadores em participar nesta atividade e acabam por chegar desfalcadas.

Ainda sobre a competição que acontece no Poliesportivo Oeiras, o líder associativo volta a chamar a atenção para a necessidade de um espaço maior para a prática das modalidades.

“Em várias ilhas temos Gimno Desportivo grandes e em São Vicente continuamos a ter o polivalente Oeiras que está sempre lotado e não cabe muita gente. Em 2019 tivemos problemas na assistência de jogos, que infelizmente tivemos que barrar a entrada de pessoas no recinto”, explicou.

Mas apesar disso continuam a apelar às pessoas para irem assistir aos jogos. A abertura oficial do evento começa às 16 horas e os jogos arrancam às 17 horas.

Para assistir aos jogos a associação estabeleceu um preço de 150 escudos para assistir aos jogos. E para a final 200 escudos. “Isso porque é a associação que tem que pagar todas as despesas. Árbitro, polícia, oficiais de mesa e outras despesas”, evidenciou Luís Fortes.

Entretanto, o presidente da associação espera conseguir um campeonato de “sucesso, como tem sido habitual”, estando a abertura aprazada pelas 16 horas do dia 18 de agosto, com o primeiro confronto às 17 horas.

EC

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.