Barracas para comércio já estão licenciadas – “Baloi” com locais próprios e mediante pagamento de mil escudos

9/08/2022 00:01 - Modificado em 9/08/2022 00:01
| Comentários fechados em Barracas para comércio já estão licenciadas – “Baloi” com locais próprios e mediante pagamento de mil escudos

A três dias do arranque do Festival de Música do Baia das Gatas, todas as 60 barracas para o comércio já estão licenciadas, conforme informações avançadas à Inforpress pelo vereador Rodrigo Martins. Segundo o responsável pelo pelouro de Gestão Patrimonial e Desenvolvimento Local, foram feitas várias intervenções no local.

“Melhoramos os parques de estacionamento e também a zona de colocação das barracas. E é interessante dizer que as 60 barracas já estão quase atribuídas, fora o espaço de alimentação que também ainda há muita procura”, avançou Rodrigo Martins à agência de notícias, realçando que para as vendedeiras de “balói” também foi criado um espaço, para o qual vão pagar mil escudos cada.

Trata-se, conforme o vereador, de uma área que possui todas as condições, principalmente de protecção do sol. Além disso, a Câmara Municipal de São Vicente manteve os preços para licenciamento de carros que transportam pessoas para assistir ao festival.

Segundo a mesma fonte, a “elevada procura” para o licenciamento do comércio durante o festival deve-se à diminuição da taxa por parte da câmara que, desta forma, quis incentivar os comerciantes nesta altura de retoma económica.

“No último festival já tínhamos feito e também, para este festival, fizemos a diminuição dos preços das barracas e do espaço de alimentação que levou também ao aumento da procura”, ajuntou o autarca, explicando, por exemplo, que na zona conhecida como Ilha de Madeira o licenciamento de barracas diminuiu de sete mil para cinco mil escudos e também a taxa para roulottes que era sete mil está no preço de quatro mil escudos.

“Nós optamos por não aumentar as tarifas de transportes. Sabemos que os combustíveis aumentaram e que as transportadoras vão aumentar os preços para os clientes, mas optamos por manter o preço que tínhamos há alguns anos, até porque já tinha sido reduzido. Na altura, uma carrinha era oito mil escudos e os particulares eram mil escudos”, frisou.

 “Este festival é uma homenagem à população cabo-verdiana face ao período difícil que nós todos passamos, devido à pandemia da covid-19, e peço que cuidem da Baía das Gatas, nos mais diversos aspetos”, disse o autarca, pedindo ainda às pessoas que deem “melhor tratamento ao lixo, despejando-o nos contentores e não no mar, e que façam uma condução prudente e preventiva, sem abusar do álcool.

Tudo isso, assegurou, são ingredientes para ter um bom festival, porque é uma convivência saudável.

NN/Inforpress

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.