Cabo Verde pode vir a fornecer medicamentos aos pequenos Estados Insulares africanos

25/08/2022 13:59 - Modificado em 25/08/2022 14:00
| Comentários fechados em Cabo Verde pode vir a fornecer medicamentos aos pequenos Estados Insulares africanos

O Ministro da Saúde, assegura que a Emprofac, a única produtora do grupo, já está a avaliada e certificada pela OMS e tem todas as condições para tomar parte no concurso internacional já lançado. Arlindo do Rosário participa na reunião do Comité Regional da OMS para África que se realiza em Togo.

“A Inpharma terá a possibilidade de também concorrer em igualdade de circunstância com outras empresas, mas não deixa de ser uma oportunidade de promoção do setor farmacêutico em Cabo Verde”, avançou o governante em declarações à RCV, acrescentando que a Inpharma já foi avaliada pela OMS, e “reúne as condições necessárias em termos de credibilidade, de qualidade dos produtos”.

As declarações de Arlindo do Rosário foram a partir do Togo, onde participa desde terça-feira na reunião do Comité Regional da OMS para África com a segurança sanitária em agenda.

“A pandemia da covid-19 ainda não terminou. No futuro vislumbra-se também situações de risco sanitário nomeadamente com surgimento de casos da varíola dos macacos. A própria OMS já declarou situação de emergência sanitária internacional”, disse.

O ministro da saúde mencionou ainda o aparecimento de casos importados do poliovírus selvagem, casos de poliomielite mais recentemente em Moçambique e em Malawi.

Para o governante, estas são questões que necessariamente prendem a atenção dos ministros de saúde de países africanos e da OMS de uma forma geral, e que a segurança tem sido um tema debatida durante estes dias na reunião do Comité regional.

O encontro de Lomé que reúne os ministros da saúde termina na sexta-feira, 26 de agosto.

RCV

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.