Gâmbia quer beber da experiência de Cabo Verde em matéria de eliminação do paludismo e do o sistema de segurança social

5/08/2022 17:15 - Modificado em 5/08/2022 17:15


O Ministro da Saúde de Gâmbia, Ahmadou Lamin Samateh, se encontra em Cabo Verde em visita oficial para, entre vários propósitos, conhecer a experiência das autoridades de saúde cabo-verdiana em matéria de estratégias de eliminação do paludismo. Ahmadou Lamin Samateh foi recebido pelo Ministro da Saúde, Arlindo do Rosário.

Um outro objetivo preconizado pela Gâmbia é entender como funciona o sistema de segurança social de Cabo Verde, para além de inteirar-se da experiência deste arquipélago no que diz respeito à campanha de vacinação contra a COVID 19 que também posiciona o nosso país como um caso de sucesso
Em declarações à imprensa, Arlindo do Rosário afirmou ser uma “grande satisfação” receber o seu homólogo da Gâmbia e a sua delegação no nosso país.

Conforme o governante cabo-verdiano, Cabo Verde, enquanto pequeno estado insular, com vários desafios ainda pela frente, tem feito um percurso exemplar, nomeadamente no sector da saúde com ganhos importantes na melhoria de forma consistente e sustentada dos principais indicadores da saúde.

A título de exemplo, referiu que, na altura da independência, a taxa de mortalidade infantil em Cabo Verde situava-se à volta de 127/1000 e, neste momento, disse o Ministro, segundo dos dados de 2021 esta taxa ronda cerca de 10,5/1000.

O Ministro da Gâmbia também usou da palavra para deixar rasgados elogios a este arquipélago no setor de saúde.

 “Cabo Verde está no caminho certo porque o desenvolvimento que tem experienciado em diversos sectores, mas sobretudo no sector da saúde, pois tem sido referenciado nos fóruns internacionais onde se tem falado sobre Cabo Verde, nomeadamente na questão da eliminação do paludismo e da boa experiência no combate à pandemia da covid-19”, destacou.

Recorde-se que Cabo Verde se encontra em processo de eliminação da doença com avanços reconhecidos internacionalmente, com quatro anos sem registo de casos autóctones.

A Gâmbia, por sua vez, está na fase de pré-eliminação desta doença que afeta, sobretudo, os países africanos.

Ahmadou Lamin Samateh chegou a Cabo Verde, na quarta-feira, para uma visita de 3 dias – irá até o dia 06 de agosto -, e irá cumprir um intenso programa de visita que abrange, além de encontros oficiais com as autoridades de saúde cabo-verdianas, deslocações a várias estruturas de saúde da ilha Santiago e outras Instituições como o INPS, INPHARMA e EMPROFAC.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.