Obras para a construção da Terminal de Cruzeiros em São Vicente já arrancaram 

22/06/2022 23:33 - Modificado em 22/06/2022 23:33

As operações marítimas de furação e rebentamento de rochas submersas na baía do Porto Grande arrancaram esta quarta-feira, para rebaixamento do fundo na área de manobra dos navios do futuro cais de cruzeiro, informou a Enapor.

As operações de rebentamento, que deverão ocorrer uma vez por dia durante até o dia 31 de Julho, de acordo com a mesma fonte, serão antecedidos de avisos sonoros de alerta e apoio, numa sequência e frequência conforme procedimentos regulamentares, e já socializados com as entidades competentes e entidades que operam na baía do Porto Grande.

No âmbito do projeto de construção do Terminal de Cruzeiros do Mindelo, durante esse período, a área sinalizada estará interditada ao tráfego marítimo e a delimitação da zona será feita para que não haja interferência com as operações portuárias regulares e garantir a segurança do pessoal e dos equipamentos envolvidos nas operações e de todo o tráfego marítimo.

As obras do terminal de cruzeiros serão executadas pelo consórcio luso-cabo-verdiano constituído pelas empresas Mota-Engil – Engenharia e Construção, SA e Empreitel Figueiredo, SA sendo o projeto co-financiado pelo Governo de Cabo Verde, Fundo ORIO, dos Países Baixos, e pelo Fundo OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) para o Desenvolvimento Internacional.

O terminal de cruzeiros projectado para o Porto Grande de São Vicente terá dois berços de 400 e 350/300 metros, respectivamente, uma profundidade máxima de 11 metros, e será servida por uma gare marítima para passageiros, uma vila turística junto à marginal que vai ter lojas, free-shops, restaurantes, bares, pequenos museus e souvenir.

Inforpress

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.