Praça Nova: Visões diferentes para o futuro

16/06/2022 00:39 - Modificado em 16/06/2022 00:39
| Comentários fechados em Praça Nova: Visões diferentes para o futuro

Como forma de recuperar a dinâmica Praça Nova, a Câmara Municipal de São Vicente assegura que a autarquia já discutiu junto de parceiros um projeto de requalificação do espaço.

Rodrigo Martins, vereador da CMSV, disse ao NN que “A CMSV tem um projeto de requalificação da Praça Nova. É um projeto feito no âmbito daquilo que está sendo realizado pelo Ministério da Cultura no Centro Nacional de Arte, Artesanato e Design.

O vereador disse estar ciente que “realmente há um atraso neste âmbito que até certo ponto é compreensível”. Justificou com o contexto pandémico e a guerra na Ucrânia que tiveram um impacto nos preços dos produtos de primeira necessidade o que levou que as verbas de outros sectores, tenham sido canalizadas para questões sociais, com enfase nas famílias carenciadas. E isso levou ao adiamento do projeto de requalificação da Praça Nova, diz  

O vereador garante que é um projeto que a autarquia quer materializar. A “requalificação total passa pela melhoria da iluminação, requalificação do piso, colocação de novas cadeiras, requalificação do quiosque, entre outros.”

No que diz respeito a presença de placas interpretativas na Praça Nova, o vereador avançou que a CMSV tem um outro projeto que não conseguiram materializar até então, “porque ainda não há financiamento de Fundo do Turismo” e que está a espera de verbas para tal.

Projeto esse que inclui a sinalização e catalogação de todo o património histórico edificado da Cidade do Mindelo, e que inclui a Praça.

“As pessoas terão pequenas informações nos locais e através de recursos a novas tecnologias vão poder aceder a todas as informações de um determinado património, por exemplo, através de uma aplicação no telemóvel”, explicou Martins que sublinhou ainda que, caso os projetos vierem a ser concretizados, Praça Nova vai ganhar mais vida.

Relativamente a infraestrutura recente que seria trazer o “antigo Pic-Nic”, Rodrigo Martins avançou que a nova construção ainda vai sofrer transformações. Vai ser envolto em madeira para dar um enquadramento melhor”.

O vereador está ciente que a Praça perdeu muita dinâmica em termos de presença de pessoas e daí ser fundamental ter elementos que atraiam mais pessoas à praça.

Praça Nova, na visão de um historiador

A recuperação da Praça Nova é uma questão que tem inquietado a população. O historiador , Carlos Santos , contactado pelo NN  defende  que “Atualmente a Praça Nova precisa de uma reabilitação a nível do pavimento, o quiosque e o coreto precisam de cuidados”. O docente  sublinhou que “a  praça do futuro não pode ser ocupada com elementos que descaracterizam a praça e que a tornem este objeto mais pesado”.

No tocante ao espaço, onde outrora estava de Pic-Nic, que passou por remodelações ao longo dos anos,  Carlos Santos  considera que “esta nova infraestrutura veio descaracterizar a praça, criando assim uma barreira visual arquitetônica”.

Característica essa que o vereador Rodrigo Martins não concorda e que o levou a afirmar que “uma boa gestão dessa  infraestrutura vai trazer vida a Praça”.

Carlos Santos é de opinião que este novo edifício seja demolido, para que a Praça seja a mais aberta possível. “O que se deveria construir são casas de banho, mas que não tenham um volume impactante ”, sugeriu.

O mesmo acredita que a Praça, também, acabou por perder “um pouco de fôlego  e  valorização enquanto espaço artístico, urbanístico com as alterações feitas no Éden Park  “ .O que a seu ver “não favorecem em nada a envolvente o espaço, tal como o muro feito nos anos 80/90 no Hotel Porto Grande, os pavimentos a volta da praça que não têm um padrão uniforme “

Também  é a favor da existência de placas interpretativas que contam a história desta que é uma praça que contribuiu para o desenvolvimento da cidade.

Eduino Santos

Com Arménia Chantre, estagiária

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2023: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.