Trabalhadores do INSP não descartam a possibilidade de partir para uma greve

9/06/2022 18:10 - Modificado em 9/06/2022 18:10
| Comentários fechados em Trabalhadores do INSP não descartam a possibilidade de partir para uma greve

Os trabalhadores do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP) ponderam a realização de uma greve na próxima semana. Reivindicam a implementação do Plano de Cargos Carreiras e Salários, como forma de resolverem a situação de “indefinição e instabilidade em que se encontram”.

Em conferência de imprensa realizada esta quinta-feira em São Vicente, o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP), que representa a classe, fez o anúncio.

“Anunciamos que na próxima semana entraremos com um pré-aviso de greve na Direcção Geral do Trabalho, como forma de protestar e reivindicar os direitos dos trabalhadores. Esperamos que o INSP nos apresente elementos concretos que nos façam suspender a acção pretendida”, garantiu o secretário permanente do SINTAP, Luis Fortes.

Segundo este responsável, cerca de 70 colaboradores do INSP continuam “sem uma carreira definida” por um instrumento de gestão dos recursos humanos.

“Sete anos após a criação do INSP, ainda os trabalhadores, que muito têm feito para a elevação da instituição, continuam sem uma carreira definida por instrumento de gestão de recursos humanos”, nota.

O sindicalista explica que há 15 meses que estes aguardam uma decisão do INSP sobre a aprovação e publicação do PCCS, depois de vários encontros realizados com as autoridades com competência na matéria.

A mesma fonte destacou que  “estranhamos, e desconhecemos as razões reais que estão por trás da não aprovação e publicação do PCCS do INSP, sequer nos foi solicitado um parecer formal”

O sindicato confirma a entrega do pré-aviso de greve na Direção Geral do Trabalho, mas sem precisar , no entanto, o dia e o prazo do seu eventual cumprimento.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2023: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.