São Vicente: Dora Pires apela ao diálogo para se evitar consequências indesejáveis na CMSV

24/05/2022 15:55 - Modificado em 24/05/2022 15:55
| Comentários fechados em São Vicente: Dora Pires apela ao diálogo para se evitar consequências indesejáveis na CMSV

A presidente da Assembleia Municipal de São Vicente defende que a ilha não pode estar refém da CMSV e nem o interesse político acima dos interesses dos munícipes. Dora Pires apela ao diálogo entre os vereadores do PAICV, da UCID e o presidente Augusto Neves que por falta de entendimento não tem realizado as reuniões quinzenais da CMSV.

O ano civil já vai quase a meio e a CMSV ainda não realizou uma única reunião por falta de entendimento entre o presidente da CMSV e os vereadores do PAICV e da UCID.

Uma situação que a presidente da Assembleia Municipal afirma não ser normal e que tem levado as duas instituições a transgredirem a lei. Dora Pires apela por isso ao diálogo para se evitar consequências indesejáveis.

Consenso que já tinha sido conseguido com a mediação da Assembleia Municipal, mas que depois foi desfeito. Dora Pires assegura que a Assembleia Municipal recebeu queixas dos vereadores e que já agiu em conformidade.

É que defende a presidente da Assembleia Municipal, SV não pode estar refém da CM e nem o interesse político acima dos interesses dos munícipes. Para a presidente da Assembleia Municipal a situação na CMSV não pode continuar por muito mais tempo.

Dora Pires apela por isso ao bom senso, ao respeito pela vontade do povo e ao diálogo para que se chegue a um consenso em prol do desenvolvimento de São Vicente.

RCV

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2023: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.