Sal/Karaté: Polidesportivo acolhe este sábado o campeonato regional de karaté, com o primeiro combate de parakaraté

13/05/2022 18:33 - Modificado em 13/05/2022 18:34

O polidesportivo da ilha do Sal acolhe este fim-de-semana o campeonato regional de karaté, nas técnicas katá e kumitê, com a participação de 50 karatecas, com idade compreendida entre os 4 e os 36 anos. Inclui nos atletas, dois portadores de Síndrome de Down, para além deste evento desportivo contar com participação direta de um árbitro português.

Promovido pela Associação Regional de Karaté da ilha do Sal (ARKIS), o anúncio foi feito esta semana pela organização, em conferência de imprensa, após um período de inatividade, provocado pela pandemia da covid-19.

Segundo a presidente da associação, Ânia Évora Pina, o campeonato, pela primeira vez com a “inclusão em destaque”, com o primeiro combate de parakaraté, num campeonato regional, realiza-se num clima de fraternidade e fair-play, e princípios “muito valorizados” no karaté, tais como respeito ao próximo.

Realçando o facto de a grande maioria dos atletas presentes neste campeonato regional – Sal 2022 – ser iniciante na modalidade, com “apenas alguns meses de prática”, Ânia Pina sublinhou que isso só valoriza o “esforço e empenho” dos mesmos.

Assim, os 50 atletas, dois dos quais portadores de Síndrome de Down, de duas escolas de karaté existentes no município, vão disputar as medalhas de ouro, prata e bronze, nas categorias, pré-infantil, infantis, iniciados, cadetes, júnior, sénior, parakaraté e open misto de atletas.

A competição, alusivo ao Dia da Fraternidade, com combates por equipas de Espargos e Santa Maria, tem início no sábado a partir das 10:00, no polidesportivo, decorrendo durante todo o dia, tendo-se reservado para a tarde deste mesmo dia, o final de parakaraté.

A responsável explicou ainda que o evento, além de cumprir com o calendário definido pela Federação Cabo-verdiana de Karaté, pretende incentivar os atletas da modalidade, atrair novos praticantes e de promover o karaté na ilha, acompanhando a modalidade a nível internacional e de acordo com a Federação Mundial do Karaté (WKF, na sigla em inglês).

A associação conseguiu trazer um árbitro internacional, proveniente de Portugal, sensei Nuno Dias, que tem ascendência cabo-verdiana, e é Campeão Mundial de Karaté Shotokai 12 vezes.

A dirigente da ARKIS apontou ainda a presença na ilha, neste certame, de mais dois árbitros nacionais, ligados à Federação Cabo-verdiana de Karaté, provenientes de Santo Antão e Fogo, Nelson Lima e Mário Lopes, respetivamente.

NN/Inforpress

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.