Paul e Ribeira da Torre em Santo Antão podem ser candidatos à Património Mundial

19/04/2022 23:44 - Modificado em 19/04/2022 23:44
| Comentários fechados em Paul e Ribeira da Torre em Santo Antão podem ser candidatos à Património Mundial

O Campo de Concentração do Tarrafal de Santiago, Centro Histórico de Nova Cintra na ilha Brava e Parque Natural da Cova, Paul e Ribeira da Torre em Santo Antão são alguns bens que constam da ATLAS, Lista Indicativa de Cabo Verde na UNESCO, por isso, possíveis candidatos à Património Mundial.

A ATLAS foi apresentada esta terça-feira, 19, na Sala de Conferência do Instituto do Arquivo Nacional de Cabo Verde, uma atividade enquadra nas comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, assinalado, ontem, 18 de Abril.

Ao todo, oito bens patrimoniais, nas categorias natural, cultural e misto integram a Lista Indicativa de Cabo Verde na UNESCO.

A Diretora do Património Imaterial do Instituto do Património Cultural acredita que os bens condizem com os critérios da UNESCO para a submissão de uma eventual candidatura ao Património Mundial.

Sandra Mascarenhas explica que ATLAS é a lista apresentada à UNESCO em 2004, numa versão mais atualizada. O Centro Histórico de Nova Cintra na ilha Brava é um dos bens que consta no catálogo.

De entre os bens, a Diretora acredita que o Campo de Concentração do Tarrafal de Santiago é um forte candidato ao património mundial junto da UNESCO.

Mascarenhas adverte que esse é um objetivo que cabe aos cabo-verdianos e todos os atores sociais se envolverem conjuntamente com o IPC para a sua materialização.

RCV

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2023: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.