INE apresenta o projeto do 4º inquérito as despesas e receitas familiares

12/04/2022 19:00 - Modificado em 14/04/2022 00:24

O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Cabo Verde, apresentou esta terça-feira, na cidade da Praia aos utilizadores e parceiros o projeto do 4º inquérito as despesas e receitas familiares. O projeto orçado em 240 mil contos visa recolher dados referentes ao consumo e a receita das famílias. 

O 4º inquérito as despesas e receitas das famílias começa após o registo dos primeiros casos de covid-19 em Cabo Verde. De entre outros objetivos deverá aferir dos estragos financeiros que a pandemia provocou nas famílias e da situação de pobreza no país, como explica Fernando Rocha Vice-presidente do INE.

Segundo o vice-presidente do INE, Fernando Rocha, um grande objetivo desta operação é avaliar o nível de conforto, ou nível de bem-estar das famílias cabo-verdianas, para alem de determinar o PIB, através  de informações sobre o consumo das famílias.

Por último, indica, pretende-se determinar “informações que irão permitir atualizar o cabaz de consumo das famílias no país, que é uma forma que nos permite determinar o índice de preços no consumidor, que como é sabido a taxa de inflação no país”.

Rocha classifica de sensível, complexa e exigente a operação e por isso mesmo diz que o INE vai apostar na sensibilização das famílias, pois “é preciso que as pessoas percebam que não se pode fazer estatística sem as nossas fontes de dados”.

O 4º inquérito as despesas e receitas das famílias está orçado em 242 mil contos. Cerca de 80% tem financiamento garantido do Banco Mundial, da ONU e do governo de cabo verde. O INE espera conseguir os restantes 20% junto a União Europeia e a cooperação Luxemburguesa.

Fernando Rocha diz que o início da recolha dos dados está prevista para o mês de outubro e tem a duração de 12 meses. O último Inquérito às Despesas e Receitas Familiares foi realizado em 2015.

NN/RCV

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.