São Vicente: Moradores de Lombo Vermelho pedem mais policiamento na zona por causa de roubos em residências 

6/04/2022 23:35 - Modificado em 7/04/2022 10:32
| Comentários fechados em São Vicente: Moradores de Lombo Vermelho pedem mais policiamento na zona por causa de roubos em residências 

Um grupo de moradores de Lombo Vermelho, zona da Ribeirinha, São Vicente, dizem que para além de outros problemas locais, tais como iluminação pública deficitária, falta de um espaço de lazer, entre outros, a falta de um policiamento mais apertado tem gerado assaltos a residências. Problemas que os moradores dizem precisar serem reparadas e solucionadas.

O Notícias do Norte conversou com alguns moradores e o jovem Edson dos Reis avançou que, no último sábado aconteceu um assalto numa casa, onde os assaltantes levaram alguns pertences. “Não temos um policiamento continuo. Não há ronda a noite e isto só ajuda os criminosos a continuarem com tais praticas, e são sempre pessoas desocupadas, ou seja, sem emprego”, indicou.

O idoso Domingos Medina que vive há mais de 20 em Lombo Vermelho conta que há poucos dias a casa da sua filha foi assaltada a noite quando ninguém se encontrava na moradia e os ladrões levaram “um colchão, um TV plasma e até levaram algumas roupas do meu neto que é bebé”. Este morador alegou que em Lombo Vermelho “não temos segurança”.

Quem conta um episódio na primeira pessoa é a idosa Maria Rosa que vive há algum tempo sozinha e que já perdeu a conta o numero de vezes que a sua casa foi assaltada. Conta que há uns dias pessoas invadiram a sua casa em plena luz do dia, enquanto fazia compras numa mercearia. 

“Encontrei a porta arrombada com a fechadura tirada do lugar. Deixaram tudo bagunçado, pois estava à procura de dinheiro e não encontraram nada. Não é a primeira vez que a minha casa é assaltada”, explicou Maria Rosa.

Falta de um espaço de lazer

Por conta de muitos “jovens sem emprego”, alguns acabam por enveredar por “caminhos errados”, conforme disse os moradores.

“E depois não temos um lugar adequado para praticarmos desporto. Temos um pequeno espaço aqui de terra batida que tem um posto para cesto de basquetebol, mas não tem as mínimas condições para se divertir”, disse Edson dos Reis.

Este jovem avança que faz parte de um grupo de jovens local que tentaram junto da Câmara Municipal de São Vicente conseguir algum material de construção de um espaço para que os jovens e crianças tivessem um lugar para diversão, “mas autarquia mostrou-se indisponível para acatar a nossa ideia”. 

Iluminação pública instável

A começar o jovem Edson Reis destacou a existência de muitas famílias que vivem em casas de lata, de residências que não têm ligação a rede de esgotos e nem de água.

Em relação a iluminação pública, este jovem, tal como dizem outros entrevistados, avança que esta questão tem funcionado de forma “instável”. 

“Há postes de eletricidade que funcionam e outros não. Muitas das vezes quando são feitas manutençoes em poucos dias deixam de funcionar e a Electra tarda muito chegar aqui”, destacou este jovem lembrando que em Lombo Vermelho existem varias casas de lata que nem eletricidade têm.

A iluminação pública é “precária”, pelo menos na rua onde vive a senhora Genoveva Pires que diz que as reparações feitas em alguns postes não perduram. “A nossa rua a luz que temos é a lua cheia isto é quando vier. Essa rua é escura todos os dias. Na minha rua algumas pessoas já foram assaltadas”, disse indignada a moradora. 

É neste sentido que pedem a quem de direito para analisarem e resolverem os problemas locais, principalmente a questão da segurança.

AC – Estagiária

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2023: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.