Carta aberta ao presidente da Câmara Municipal de São Vicente – “Um Olhar atento de um cidadão comum”

27/01/2022 12:13 - Modificado em 27/01/2022 12:13

Excelentíssimo Senhor Augusto Neves, Presidente da Câmara Municipal de São Vicente

Assunto: Olhar atento de um cidadão comum

27 De Janeiro de 2022

Em primeiro de tudo agradeço ao Noticias do Norte pela oportunidade que me dá de poder cumprimentar os estimados leitores quer em Cabo Verde ou na diáspora e desejar continuação de um bom ano.

Venho aqui encarecidamente, pedir ao senhor Augusto Neves, Presidente da Camara Municipal de São Vicente, o favor de mudar um dos bancos de cimento da rotunda de somada Cruz, para evitar mais acidentes e quiçá perda de vidas. Que eu saiba já por duas vezes um dos bancos foi derrubado por acidentes de viaturas, dos quais numa das vezes houve ferimentos numa pessoa que se encontrava sentado no banco. Alguém já havia escrito com tinta vermelha a seguinte frase no banco ”bsot mudam deli, antes que alguém perde se vida sentod ne min”. A nossa rotunda é bastante perigosa pelo que urge criar uma forma de proteger pessoas e bens.

Aqui aproveito e tomo a ousadia de falar em nome da população da Cruz sobre algumas outras necessidades. Pedimos que o Sr. Presidente mande fazer uma passadeira quebra-molas, mais ou menos na direção do Super Mercado VOOU, e que mande plantar umas árvores nas laterais da estrada para o embelezamento da nossa entrada.

Sobre o miradouro, achamos que não foi feito um estudo prévio para um miradouro à altura das gentes de Cruz, e muito menos, para a população de São Vicente. O que lá esta, até aparece um curral e não vai puder aguentar uma boa Chuvada.

Desde há muito tempo sinto-me enganado pelo Sr. Presidente, sobre a promessa da Cruz que eu fiz a João de Évora, quando emigrei para os Estados Unidos há 32 anos. Há doze anos venho correndo atrás do Sr. Presidente e do Sr. Rodrigo, no sentido de aprovar o meu projeto e me conceder um algum apoio. A resposta no entanto tem sido sempre a mesma: “No ta fazêl”. O Sr. Rodrigo disse-me que o meu projeto deve estar num arquivo morto. Tenho esperança que brevemente a Cruz será erigida para o orgulho e felicidade da nossa comunidade.

Penso que João de Évora, foi um grande homem que nos primórdios da povoação de São Vicente, deu origem a uma aldeia hospitaleira e a uma famosa praia com o seu nome, pelo qual deve ser sempre lembrado e honrado.

Um outro aspeto que queria realçar, é a respeito da segurança da retunda do aeroporto. Ontem de manha, eu ia levar um amigo meu que viajava para Holanda e tive um aparatoso acidente logo à entrada da primeira rotunda que dá acesso ao Aeroporto, felizmente não houve ferimentos e nem perdas de vida. Dou graças a Deus por meu amigo ter viajado, e eu nesta madrugada estar com vida apelando a quem de direito rever aquela situação, pois ao chegar a casa soube que ali, a bem pouco tempo, perdeu a vida o nosso malogrado jogador Dukinha. O efeito das lâmpadas fluorescentes sobre as tiras luminosas, causa às vezes, a perda de controlo de um condutor. Na minha modesta opinião, deveria haver ali quebra molas, pintadas com tintas não tão luminosas.

Despeço-me de todos com um bem-haja.

Assinado Júlio Ramos, residente em Cruz João Évora

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.