MpD nega que declarações do deputado Orlando Dias sejam críticas ao Governo

26/01/2022 00:28 - Modificado em 26/01/2022 00:28

O vice-presidente do grupo parlamentar do MpD, Luís Carlos Silva, afirmou hoje que não vê as declarações do deputado Orlando Dias como críticas ao Governo e acrescentou que os deputados do partido são livres para opinar.

Luís Carlos Silva fez estas afirmações quando instado a pronunciar-se sobre as recentes declarações do deputado do Movimento para a Democracia (MpD) Orlando Dias sobre os gastos anuais do Governo relativamente ao combustível que é abastecido nas viaturas do Estado.

Afiançou que, neste momento, não há nenhuma crise no seio do grupo parlamentar do MpD e declarou que o MpD é um partido livre, onde as pessoas e os deputados têm direito à opinião e ao sentido crítico.

“O relacionamento no seio do grupo parlamentar é normal e estável, não tenho entendimento que o deputado Orlando Dias criticou o Governo, acho que o deputado Orlando Dias comenta o país e o país que nós temos é o país que Orlando Dias criticou”, declarou.

No entanto, realçou que Orlando Dias eventualmente poderá ter as suas razões que o motivou a tecer tais declarações, e que poderá até ser possível se fazer melhoria nestes processos.

“Mas no quadro que vivemos temos de proteger o país, proteger os postos de trabalho e no pós-pandemia poderemos reanalisar temas que possam surgir na agenda política”, defendeu.

Na passada terça-feira, o deputado eleito pelo MpD no círculo eleitoral África, Orlando Dias, insurgiu-se contra os gastos do Governo de Ulisses Correia e Silva, numa publicação feita na sua página na rede social Facebook.

“Com 114 mil pessoas a viver na extrema pobreza, Cabo Verde tem cerca de 1.300 viaturas do Estado e gasta 400 milhões de escudos em combustível para as referidas viaturas, anualmente”, escreveu o deputado ventoinha.

Na mesma publicação, Dias defendeu que é preciso reduzir esses gastos para metade e também reduzir a pobreza e a desigualdade social em Cabo Verde.

Inforpress

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.