Bubista:”Cabo Verde já venceu o Senegal e pode fazê-lo neste CAN”

24/01/2022 23:46 - Modificado em 24/01/2022 23:46
@EC

Os Tubarões Azuis defrontam o Senegal, esta terça-feira, 25 de Janeiro, no Estádio Kouekong em Bafoussam, num jogo a contar para os oitavos-de-final da prova, onde Bubista espera repetir a dose contra os senegaleses.

Em conferência de imprensa, Bubista, selecionador de Cabo Verde, afirmou que tudo é possível e que no passado, a seleção cabo-verdiana já conseguiu derrotar o Senegal. “É um adversário muito difícil, que jogamos a cerca de 2 ou 3 meses , mas sabemos o nosso foco”, sustentou.

“Vamos fazer tudo o que tiver ao nosso alcance para passar a eliminatória com todo o respeito por eles e que sei que têm por nós” enfatizou.

Nesta senda, referiu que não é difícil bater o pé a seleção de Mané, Mendy e companhia, visto que enquanto jogador esteve em campo numa vitória de Cabo Verde sobre outra poderosíssima seleção senegalesa.

“Se já fizemos isso uma vez, acredito que poderemos fazer várias vezes” garantiu.

Igualmente em conferência de imprensa, Vozinha, guarda-redes cabo-verdiano, admitiu que os últimos confrontos entre as duas nações favorecem o Senegal, afirmando que é necessário olhar para o presente para tentar alcançar um bom resultado que seria o apuramento para os quartos.

Cabo Verde é a única seleção lusófona ainda presente no Campeonato Africano das Nações de futebol que decorre nos Camarões, tendo terminado no terceiro lugar no Grupo A com quatro pontos.

O único triunfo foi frente à Etiópia por 1-0, isto antes da derrota por 0-1 perante o Burkina Faso e o empate diante do país anfitrião.

Já o Senegal acabou na primeira posição no Grupo B com 5 pontos. Os senegaleses venceram por 1-0 o Zimbabué e empataram duas vezes sem golos frente ao Malawi e à Guiné Conacri.

Cabo Verde e Senegal entram em campo às 15 horas locais de Cabo Verde, procurando o passaporte para os quartos de final da competição de seleções a nível africano.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.