São Vicente/Teqball: ARTSV faz balanço positivo, mas “a situação foi moderada” por causa da pandemia

16/01/2022 23:50 - Modificado em 16/01/2022 23:50
| Comentários fechados em São Vicente/Teqball: ARTSV faz balanço positivo, mas “a situação foi moderada” por causa da pandemia


A Associação Regional de Teqball de São Vicente (ARTSV) avalia de forma positiva 2021, ano de implementação da modalidade, mas “a situação foi moderada” devido a pandemia da covid-19 que assola o mundo.

O presidente da ARTSV, Bertilo Fonseca, avança que, muitas das atividades planeadas foram canceladas, outras adiadas por causa das medidas sanitárias. “No entanto, conseguimos colocar em prática a formação de treinadores e árbitros para a modalidade, nesta que é uma primeira fase”, sublinha Fonseca.

No ano passado, acrescenta, 24 treinadores e árbitros receberam formação de capacitação e que o número de atletas tem vindo a aumentar a cada dia.“A expectativa das pessoas em treinar teqball está a aumentar, as pessoas estão cada vez mais interessadas em saber mais sobre o teqball e experimentar a modalidade”, reforçou.

Bertilo Fonseca constata que há um número elevado de homens a praticarem a modalidade e que o desafio, neste momento, é conseguir trazer mais mulheres à modalidade.Segundo este responsável, a associação tem primado pela igualdade de oportunidades e trabalhado muito nesta questão.“Nós trabalhamos fortemente neste sentido. No sentido de promover, cativar e trazer mulheres para esta modalidade”, destaca Fonseca que relembra que no mês de dezembro realizaram um torneio feminino de teqball que trouxe “bons resultados” quanto a participação de muitas mulheres desportistas que representaram seus clubes.

“O objetivo era despertar o interesse das mulheres na modalidade e também teve um objetivo social que era apoiar a luta contra VBG, como forma de chamar atenção a esta situação”, salienta a fonte.

Em relação às escolas, o presidente da ARTSV indica que, a maioria dos liceus já tem uma mesa de teqball.
O plano de atividades da ARTSV para este ano já foi entregue ao Instituto do Desporto e da Juventude (IDJ) e este ano a agremiação quer ainda mais promover a modalidade através de atividades, que inclui escolas, mas sempre com olhos postos na evolução da pandemia.

“Em 2022, a ideia é realizar torneios inter-liceus, continuar a realizar challenge em Santo Antão e São Vicente, promover o teqball nas diversas zonas da ilha do monte cara e outras atividades que fazem parte do programa de atividades”, finalizou.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.