Covid-19 – Mindelenses resistentes em acatar as orientações do HBS acreditam que as autoridades já perderam o controlo da pandemia há muito tempo

7/01/2022 01:05 - Modificado em 7/01/2022 01:06

Com o apelo lançado pelo Hospital Baptista de Sousa, na quarta-feira, 05 de dezembro, às pessoas com sintomas de Covid-19 para se isolarem em casa e contactar a linha verde 800 11 12., devido ao aumento de casos em São Vicente, bem como o aumento da afluência ao Banco de Urgência devido a um surto de virose gripal que se regista na ilha, algumas pessoas ao que parece, divergem sobre esta solicitação do hospital.

O HBS anunciou na  sua página no Facebook que durante a pandemia, com o objetivo de prevenir e conter a transmissão do vírus, o acesso ao hospital está condicionado e que os utentes não devem se deslocar ao hospital a não ser se tem um ato marcado e confirmado.

Citando as diretrizes da Direção Nacional da Saúde, a direção do hospital informou que todos os doentes com sintomas de Covid19 – tosse, febre, espirros, irritação na garganta, dores pelo corpo e dores de cabeça – devem se isolar em casa e contactar a linha verde 800 11 12.

“Concordo plenamente. A quarentena passou de 10 para 7 dias e como o único meio de evitar a propagação do vírus é ficando em casa, então cabe às pessoas fazerem a sua parte”.

“Se tivesse um maior controle, as autoridades não culpariam os cidadãos, porque sabemos que muitos turistas que entram em Cabo Verde não estão sendo controlados e muitos não são vacinados”.

Muitas pessoas estão resistentes em tomar a vacina para protegerem a sua saúde, e a saúde da sua família. “Tem várias informações de como uma pessoa deve fazer e muitos já não estão nem ai, como foi desde o início”.

As suspeitas é que muitos infectados estejam a circular na ilha, tendo em conta a resistência de muitos fazerem os testes de despistes, ou mesmo de tomar a vacina. E que nunca cumpriram, sequer um dia de quarentena. E no final, quem acaba por pagar por isso é a camada mais vulnerável.

“O hospital diz que devemos nos isolar em casa se tivermos sintomas e que não devemos procurar os serviços de saúde. Mas e as pessoas que precisam de estar no local a trabalhar de forma presencial e não podem fazê-lo em casa, como fazem? A questão da justificação para não perderem o emprego?”. Essas são questões que devem ser levadas em conta.

Neste quesito, a direção do HBS aconselha as pessoas a procurarem o centro de saúde, no caso de precisarem da justificação de faltas.

Entretanto, muitos cidadãos chegam ao ponto de afirmarem que “ a maior parte dos sintomas são de gripe e que os testes de covid-19 são um negócio.”

“Esta situação se tornou negócio, e ficam aqui só a atrasar a vida das pessoas. Não estão a combater o virus, porque há muito que as autoridades perderam o controlo desta situação”.

“É uma vergonha e alguém está lucrando e bem com isso. Há muito que se nota, que o Covid virou um negócio a céu aberto. Tem muitas pessoas que nunca tomaram uma vacina, mas têm cartão de vacinação”, assegura outro internauta.

Por outro lado, muitos consideram que a maioria desses casos positivos de covid-19 é gripe normal da época. “Sol quente de dia e o resfriamento de noite”, dizem.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.