Eleições UCID: António Monteiro não se candidata à sua própria sucessão

4/01/2022 12:23 - Modificado em 4/01/2022 13:36

O presidente da União Cabo-verdiana Independente e Democrática, UCID, António Monteiro, confirmou, hoje, 04 de janeiro de 2022, que não é candidato à sua própria sucessão à liderança do partido, no 18º congresso que se realiza de 25 a 27 de Março do corrente, em São Vicente.

O anúncio foi feito esta manhã, na sede nacional do partido, em São Vicente, em conferência de imprensa, onde António Monteiro avançou, que durante o congresso, os militantes vão eleger uma nova direção da UCID e um novo presidente. “Eleição esta que eu, enquanto presidente atual, não me candidatarei a minha própria sucessão”, garantiu António Monteiro que já vai em três mandatos consecutivos à frente da UCID, isso desde de 2009, portanto afirma que é “tempo de dar espaço a outros militantes para que possam desenvolver ou ajudar a desenvolver um melhor trabalho de dentro da UCID”.

“Considero que já dei o meu máximo. Até já me sinto um pouco cansado com estas lides, então, é a altura de me afastar, contudo continuarei a servir o país enquanto deputado na nação, ou com outras responsabilidades que o futuro possa colocar na minha frente,” salientou António Monteiro, sem no entanto avançar muitas informações.

Monteiro foi eleito presidente do partido em 1997, reeleito em 2005 e no XV Congresso realizado em Julho de 2009, na ilha de São Vicente. É deputado à Assembleia Nacional pelo círculo eleitoral de São Vicente e foi vereador eleito nas listas da UCID nas eleições autárquicas de 2004, 2008 e 2012.

Questionado se esta decisão vai de encontro com a participação da UCID nas últimas eleições e dos resultados obtidos, afirma que o envolvimento do partido nas últimas eleições precedências não foi um envolvimento pessoal, mas sim de todo o partido. “Envolvemos porque acreditamos que tínhamos um projecto que seria muito bem assumido pelo candidato que nós apoiamos”, assegurou António Monteiro.

Que não vai se disponibilizar para fazer parte da Comissão Política, provavelmente no Conselho Nacional como conselheiro, é uma das opções que deixa em cima da mesa, adiantando, no entanto, que pretende avançar na sua profissão.

Sobre os possíveis candidatos, Edson Ribeiro da ilha de Santiago, que já anunciou a sua candidatura, António Monteiro diz que Edson Ribeiro, por não ser militante, com pelo menos um ano, conforme o estatuto da UCID, não pode ser candidato e que João Santos Luís, ainda não manifestou essa intenção.

A UCID tem um Estatuto próprio, que rege o partido, por isso qualquer militante, que tenha pelo menos um ano de militância ativa, estará apto a apresentar a sua candidatura e dar a oportunidade aos militantes decidirem sobre o candidato que se apresentar.

Ainda no congresso, conforme o líder da UCID, o partido vai rever o seu estatuto, visto que este precisa ser adaptado à nova realidade, tanto do partido como do próprio país. “O congresso terá cerca de 200 participantes, São Vicente conta com cerca de 90 participantes e os restantes do Sal, Santiago, Fogo e Santo Antão”, elencou.

António Monteiro, 60 anos, é presidente da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), partido de que é militante desde 1992.

Elvis Carvalho

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.