Combustíveis entram mais baratos em 2022

31/12/2021 21:44 - Modificado em 31/12/2021 21:44
| Comentários fechados em Combustíveis entram mais baratos em 2022

Os combustíveis vão ficar mais baratos a partir da meia-noite de hoje (00:00 de 01 de Janeiro), conforme decisão da Agência Reguladora Multissectorial da Economia (ARME).

A nota de imprensa, mensalmente divulgada pela ARME, indica que, no mercado interno, os preços do Gasóleo Normal, Gasóleo Eletricidade e Gasóleo Marinha diminuíram 5,11%, 5,90% e 6,11%, respetivamente. A gasolina e o petróleo desceram 3,85% e 4,13%, respetivamente. Os preços do Fuelóleo 180 e Fuelóleo 380 caíram 6,43% e 6,52%, respetivamente.

Assim, de acordo com a nova tabela de preços, no anexo, o Gasóleo Normal passa a ser vendido a 107,70 ESC/L; a Gasolina passa a 134,80 ESC/L; o Petróleo a 92,90 ESC/L; o Gasóleo para a Eletricidade a 92,50 ESC/L; Gasóleo Marinha a 78,40 ESC/L; o Fuel 380, a 88,90 ESC/Kg e o Fuel 180, a 91,70 ESC/Kg.

De acordo com a nova tabela de preços dos combustíveis hoje fixada pela ARME, os preços do Fuelóleo 180 e Fuelóleo 380 caíram 6,43% e 6,52%, respetivamente. O Butano registou uma queda de 5,96%. Tudo somado, corresponde a um decréscimo médio dos preços dos combustíveis de 5,50%.

Já o Gás Butano passa a ser vendido a granel por 157,90 ESC/Kg; sendo que as garrafas de 3Kg passam a custar 450,00 ESC/Kg; as de 6Kg, a 948,00 Esc/Kg; as de 12,5Kg, a 1974,00 ESC/Kg e as de 55Kg passa a valer 8.686,00 ESC/Kg.

A ARME cita dados publicados no Platts European Marketscan e LPGasWire, segundo os quais os preços médios dos combustíveis nos mercados internacionais, cotados em dólares americanos por tonelada (USD/ton), “registaram uma baixa generalizada, durante o mês de Dezembro, relativamente ao mês de Novembro”.

Outrossim, a evolução dos preços dos produtos petrolíferos no mercado internacional determinou um decréscimo dos preços de venda dos combustíveis no mercado nacional, descida que foi suavizada com a depreciação do Euro.

Por um lado, adianta o documento, os preços médios do crude, nos principais mercados internacionais, durante o mês de Novembro, inverteram a tendência de subida registada em Outubro, pelo que, os preços médios registaram uma significativa descida, sobretudo “devido à crescente preocupação dos mercados com uma possível desaceleração de crescimento económico global, com efeito direto nos níveis de procura”.

Os novos preços dos combustíveis regulados passam a vigorar de 01 a 31 de Janeiro de 2022.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.