Trabalhos de limpeza de “Tanquinho” de Pedra d´Doca com aval do Ministério do Mar e Capitania dos Portos

24/12/2021 01:21 - Modificado em 24/12/2021 01:21
| Comentários fechados em Trabalhos de limpeza de “Tanquinho” de Pedra d´Doca com aval do Ministério do Mar e Capitania dos Portos

Ministério do Mar dá aval de não objeção da continuidade dos trabalhos de limpeza do “Tanquinho de Matiota” – Máquinas devem ser utilizadas apenas em zonas secas e que os entulhos não sejam deitados ao mar.

Após a suspensão dos trabalhos de recuperação do “Tanquinho da Matiota”, “Pedra d´Doca, em São Vicente, no domingo passado, pela Polícia Marítima, que deixou os populares envolvidos nos trabalhos indignados, o Ministro do Mar, Abraão Vicente, que visitou, hoje, 23 Dezembro o local, garantiu que as obras podem continuar normalmente, sob algumas condições.

“O ministério do Mar acaba de assinar aval de não objeção da continuidade das obras com concordância da capitania dos Portos, desde que as máquinas sejam utilizadas apenas em zonas secas e que os entulhos não sejam deitados no mar”, referiu o ministro do mar durante à visita ao local.

Uma polémica agora sanada com esta decisão e os trabalhos podem ter continuidade há qualquer hora, desde que respeitam as condições da Capitania dos Portos.

Contudo, Abraão Vicente considera que só há polemica quando não tem informação e dialogo, o que ficou esclarecido, acrescentou após receber na manha desta quinta-feira, uma carta do promotor da iniciativa que pediu um aval de não objeção da continuidade dos trabalhos por parte dos populares.

“Fiz os contactos necessários, para tentar compreender a objeção e a razão pelo facto das obras terem sido interrompidas, do relatório destaca-se a questão da utilização de máquinas numa área que precisa de uma autorização devida e ainda a não comunicação formal da finalidade da obra, apesar de ser bastante conhecida nas redes sociais”.

Sobre as suspeições de que o local se encontra loteado, ou até mesmo vendido, afirmou que o único impedimento foi a utilização de máquinas na orla marítima, sem a devida autorização.

No entanto, avançou, que a área, de facto, não do “Tanquinho”, está abrangido para o projeto da “Vila” que vai acolher o Ocean Race, acrescentando, que é algo provisório.

“O Ministério do Mar já tinha ideia de recuperar o “Tanquinho” e devolver a cidade. Ora se já temos uma iniciativa popular, que tem este objetivo de o fazer com grande envolvimento da sociedade civil, como vemos, porque não autorizar o trabalho que vai acontecer com apoio e força populacao”, salientou a tutela do mar.

Para o promotor da iniciativa que acompanhou o ministro nesta visita, considerou que esta abertura e dialogo com as autoridades, desde que estejam abertas a isso, é muito importante, ainda mais, nesta questão que envolve a sociedade civil.

António Silva diz que a visita serviu para o governante se inteirar do trabalho feito até e ainda, ter uma noção da dimensão do trabalho que está a ser desenvolvido pelos populares.

“Quem vê este local, os trabalhos realizados, podem ter alguma ideia do que está sendo feito, mas não se consegue ver a dimensão”, apontou o antigo presidente da Associação para Defesa dos Consumidores, que segundo as informações fornecidas no local, durante três semanas, já foram retirados cerca de 15/20 toneladas de areia.

Elvis Carvalho

  1. Atento

    O Sr. Antonio silva da Adeco já teve o estrelado que pretendia, ele nunca frequentou aquele tanquinho. Socente é so troça

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.