Sindicato anuncia pré-aviso de greve de três dias dos vigilantes em São Vicente

15/12/2021 00:36 - Modificado em 15/12/2021 06:28
| Comentários fechados em Sindicato anuncia pré-aviso de greve de três dias dos vigilantes em São Vicente

O Sindicato de Indústria Geral, Alimentação, Construção Civil e afins (Siacsa)  anunciou na terça-feira, 14, que entregou um pré-aviso de greve de três dias dos vigilantes das empresas de segurança privada na ilha de São Vicente, com o início no dia 30 de dezembro.

Ao NN, o representante do sindicato em São Vicente, Eddy Ganeto, disse que os vigilantes reivindicam a melhoria salarial, porque as empresas “não estão a cumprir a tabela salarial” estabelecida pelo Preço Indicativo de Referência (PIR), que entrou em vigor no dia 01 de Maio.

Também exigem “melhores condições de trabalho, mais respeito e dignidade para a classe e mudança na categoria profissional”. “O pessoal que trabalha a noite não tem recebido o subsidio noturno ao qual tem direito. Mas as empresas não têm cumprido esta lei. Também os vigilantes revindicam uniformes novos e sapatos” salienta a nossa fonte. 

O mesmo vai mais longe acusando as empresas de estarem a aplicar demasiados processos disciplinares aos vigilantes, quando estes cometem infrações “leves”, mas por sua vez as empresas não têm pautado por cumprir as suas obrigações, e neste caso aponta o dedo ao Ministério da Administração Interna (MAI)  e a Direção Geral do Trabalho (DGT), que tem falhado na fiscalização.

Outra situação grave apontada por este dirigente sindical, é que as empresas Sepricav e Silmac estão a pagar 15 mil escudos aos vigilantes e cerca de 2 mil escudos de subsidio de desempenho, o que para ele é “grave” e “ilegal” visto que não está na lei.

“Estas duas empresas devem atualizar a tabela salarial para o preço base que é de 17 mil escudos e depois implementar subsídios de desempenho. É uma extrapolação grave a lei” vinca.

Neste sentido, afirma que são as empresas que estão a forçar a esta  greve, que só será suspensa se estas empresas cumprirem o que está estabelecido na lei.

A greve está agendada para decorrer das 8 horas do dia 30 de dezembro até a mesma hora do dia 02 de janeiro.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.