CNDHC homenageia entidades e personalidades que têm colaborado e contribuído para a promoção, proteção e reforço dos direitos humanos em Cabo Verde

9/12/2021 15:29 - Modificado em 9/12/2021 15:29
| Comentários fechados em CNDHC homenageia entidades e personalidades que têm colaborado e contribuído para a promoção, proteção e reforço dos direitos humanos em Cabo Verde

A Comissão Nacional para os Direitos Humanos e a Cidadania assinala esta sexta-feira, 10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos com uma gala comemorativa e de homenagens, no auditório do Centro Cultural Português, na Cidade da Praia.

O evento, que vai ser transmitido na página do Facebook da CNDHC, vai homenagear algumas entidades e personalidades que têm colaborado diretamente com a CNDHC e contribuído para a promoção, proteção e reforço dos direitos humanos em Cabo Verde. Estas irão receber exemplares da Pomba Crioula – símbolo do Prémio Nacional Direitos Humanos – e Diplomas.

Recorde-se que o Prémio Nacional Direitos Humanos foi instituído pela CNDHC, com o objetivo de distinguir instituições e personalidades que, com as suas ações, conduta ou atividade têm contribuído para a promoção, estudo e defesa dos Direitos Humanos e da Cidadania em Cabo Verde.

No concurso, que conta já com sete edições (2007, 2008, 2011, 2013, 2015, 2017 e 2019) os vencedores são habitualmente contemplados com uma escultura, denominada “Pomba Crioula”, uma quantia em dinheiro, e um diploma de qualificação. “Este ano, devido aos constrangimentos financeiros, a premiação será realizada em forma de homenagem”, sustentou a organização.

 O ato de abertura contará com as intervenções da Presidente da CNDHC, Zaida Morais de Freitas, e da Coordenadora Residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Ana Patrícia Graça.

Depois, conforme o programa segue-se uma conversa aberta entre a atual e as antigas Presidentes da CNDHC: Vera Duarte, Zelinda Cohen e Zaida Morais de Freitas.

A gala irá contar ainda com momentos culturais de música, teatro e dança, com as batucadeiras Tradison di Terra, os Mon na Roda, Sandra Horta, Batchart, CV Noia e Hilário Silva.

 A CNDHC tem por missão a proteção, promoção e reforço dos Direitos Humanos, da Cidadania e do Direito Internacional Humanitário em Cabo Verde, funcionando como órgão consultivo das políticas públicas nesses domínios e como instância de vigilância, alerta precoce, monitoramento e investigação nessas áreas.

EC

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.