Cabo Verde recebe financiamento de 30 milhões de dólares do Banco Mundial para apoiar recuperação sustentável

7/12/2021 23:23 - Modificado em 7/12/2021 23:23
| Comentários fechados em Cabo Verde recebe financiamento de 30 milhões de dólares do Banco Mundial para apoiar recuperação sustentável

O país viu aprovado na segunda-feira, 06, pelo Banco Mundial (BM) um financiamento de 30 milhões de dólares para apoiar os esforços de Cabo Verde no fortalecimento de políticas para recuperação “sustentável, justa e ecológica”, no seguimento da crise de covid-19.

Conforme uma nota de imprensa remetida a este online, pela representação Banco Mundial em Cabo Verde, que cita o director nacional da organização para Cabo Verde, Nathan Belete.

A mesma fonte explica que numa altura em que Cabo Verde recupera da “maior contração económica da história” e busca aproveitar o momento para embarcar numa “agenda de reformas ambiciosas”, esta operação vem apoiar ações de políticas públicas do Governo.

Como vinca a ideia é criar as condições para lançar as bases para uma recuperação económica que passe por reduzir riscos fiscais e melhorar a transparência das dívidas, fortalecer a resiliência dos agregados familiares mais pobres e vulneráveis, em particular para as mulheres, e promover uma retoma sustentável da parte do setor privado.

“Esta operação, a primeira numa série de duas, está estreitamente alinhada com as prioridades do Governo, delineadas na sua estratégia de recuperação, Cabo Verde Ambição 2030”, refere o documento.

O Banco Mundial apoia o programa de reformas para reduzir riscos fiscais e melhorar a transparência de dívidas, através do fortalecimento da gestão de riscos fiscais, e melhorar a qualidade, frequência e cobertura dos relatórios de dívida pública, incluindo das empresas estatais.

Cabo Verde viveu em 2020 a maior recessão económica na história do País e em 2021 começou a ter sinais de recuperação, que está de novo ameaçada com o surgimento de novas variantes da covid-19. O Governo está, entretanto, “optimista” quanto à retoma económica

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.