Cabo Verde não equaciona o fecho de fronteiras por causa da variante Ómicron

30/11/2021 22:55 - Modificado em 30/11/2021 22:55
| Comentários fechados em Cabo Verde não equaciona o fecho de fronteiras por causa da variante Ómicron

O Ministro da Administração Interna, garantiu hoje que o país não especula o fecho de fronteiras por causa da variante Ómicron, mas diz que se está a equacionar a possibilidade de impor obrigatoriamente o teste PCR e de antígeno independentemente do certificado de vacinação” para quem quer entrar no Arquipélago.

A informação foi avançada por Paulo Rocha, sublinhando que o país está a equacionar, sim, a possibilidade de impor o teste de PCR e de antígeno obrigatório para quem queira entrar no arquipélago, independentemente do certificado de vacinação.

Cabo Verde descarta, para já, o fecho das suas fronteiras como medida para travar a evolução da Covid-19, num momento em que está a circular em vários países uma nova variante, denominada Ómicron.

“Cabo Verde tem em curso medidas de contenção, designadamente a exigência do certificado de vacinação para quem entra no território nacional. Medidas estão a ser equacionadas e serão anunciadas brevemente, designadamente a possibilidade de impor obrigatoriamente o teste PCR e de antígeno independentemente do certificado de vacinação”, indicou o MAI, sustentando que o fecho das fronteiras é uma possibilidade que “nem de longe está aventada” no momento. Contudo, afirmou que existe uma certa preocupação da parte do Governo com o surgimento da nova variante, Ómicron, que tem preocupado todo o mundo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.