PM: “Questão da embaixadora russa Natália Poklonskaia está a ser discutida ao mais alto nível”

12/11/2021 18:43 - Modificado em 12/11/2021 18:43
| Comentários fechados em PM: “Questão da embaixadora russa Natália Poklonskaia está a ser discutida ao mais alto nível”

Na sequência das várias informações veiculadas pela imprensa, sobre a nomeação da embaixadora russa Natalia Poklonskaya para Cabo Verde, o Primeiro Ministro Ulisses Correia e Silva garantiu que a questão está a ser discutida ao “mais alto nível” com os responsáveis da Federação Russa.

UCS fez estas declarações na cidade da Praia, onde esclareceu que Cabo Verde já tinha dado o ‘agreement’ (consentimento) para a embaixadora nomeada pela Rússia, mas que, neste momento, os dois países estão a trabalhar para encontrarem “melhor solução” para o caso.

O chefe do Governo mostrou-se, entretanto, esperançado de que o País irá encontrar a “melhor solução” para o caso da diplomata russa nomeada para representar Moscovo na Cidade da Praia.

Questionado se teria recebido notificação para que Natalia Poklonskaya circulasse no País com pessoal de segurança armado, negou que isto tivesse acontecido.

“Não fazia sentido que se avançasse para este domínio sem a concretização da representação. Não está concretizada a indicação desta embaixadora [Natalia Poklonskaya]”, esclareceu o chefe do Governo.

Recorda-se que a ex-procuradora geral da República da Crimeia, Natália Poklonskaia, foi indigitada como nova embaixadora russa em Cabo Verde, depois de fugir do seu país para exilar na Rússia. Crimeia é uma região ucraniana que a Rússia quer anexar alegando que se trata de um território que lhe pertence e, por isso, o governo de Kiev não perdeu tempo para a considerar traidora e lançar uma velada ameaça: “não há como fugir, mesmo em África”.

Para o governo ucraniano, a procuradora-geral na Crimeia é uma fugitiva procurada pelas autoridades judiciais do seu país natal por vários crimes de traição contra o Estado ucraniano.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.