Projecto-piloto vai permitir à construção de postos de combustível nas localidades piscatórias para facilitar a vida dos pescadores

28/10/2021 00:17 - Modificado em 28/10/2021 00:17
| Comentários fechados em Projecto-piloto vai permitir à construção de postos de combustível nas localidades piscatórias para facilitar a vida dos pescadores

Pescadores vão poder ter acesso a combustíveis nas localidades, com a construção de um posto de combustível, fruto de uma parceria entre o Ministério do Mar e a empresa de combustíveis Vivo Energy que assinaram em São Vicente, um protocolo com vista ao desenvolvimento de um projeto de abastecimento de combustíveis e lubrificantes a comunidades piscatórias, nomeadamente Tarrafal de Monte Trigo (Santo Antão), Ponta do Sol (Santo Antão), Palmeira (Sal) e Salinas (Fogo).

Para este projeto-piloto, estão a ser investido, cerca de 160 mil dólares para o projecto global da parte do Vivo, que engloba a construção, em cada uma das referidas localidades, de um posto de combustível que albergará um tanque de armazenamento de combustível, visando colmatar a necessidade que os pescadores ou outros membros dessas comunidades têm de se deslocarem a locais bem mais afastados para aquisição de combustível.

Um acordo que o director nacional das pescas e aquacultura, Albertino Martins considerou ter sido um passo importante na modernização das pescas em Cabo Verde e fundamental para fazer chegar as zonas mais remotas de Cabo Verde combustível, o que tem sido uma tarefa difícil onde não há postos de combustíveis para o efeito.

“Isto irá reduzir, de que maneira, os custos de produção, porque os pescadores artesanais terão alternativas onde vão comprar os combustíveis na zona onde estão inseridos e isso vai ajudar no rendimento das próprias famílias, aumentando a riqueza da volta da pesca”, referiu Albertino Martins.

Este responsável esclareceu ainda que durante a implementação deste projeto-piloto, vão ser feitas avaliações e acompanhamento do desenvolvimento do projecto e, numa segunda fase, adiantou, alargar o projecto para que todos possam ter acesso a este “bem precioso” para o desempenho da atividade piscatória e que isto “resolve em parte, o problema das pescas em Cabo Verde”.

O Presidente do Conselho de Administração da Vivo Energy Cabo Verde, João Oliveira e Sousa, destacou também este passo no sentido dotar comunidades piscatórias de melhores meios, melhores condições, para poderem alcançar os seus objetivos de uma forma mais racional. “E a Vivo Energy Cabo Verde faz isto porque é uma das suas vertentes no que se refere a política social. Temos três vertentes, na área da educação, prevenção rodoviária e também este tipo de apoio enquadra-se perfeitamente na nossa política”.

A empresa que comercializa combustíveis e lubrificantes da marca Shell, que está presente em todas as ilhas, destacou a parceria com o país e pretende com isso, não só mudar a forma de se estar destas comunidades, como também o seu papel de ser no desenvolvimento do país.

Elvis Carvalho

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.