Acordo de pesca entre Cabo Verde e a União Europeia prevê observadores a bordo dos navios da UE a partir de 2022

22/10/2021 23:35 - Modificado em 22/10/2021 23:35
| Comentários fechados em Acordo de pesca entre Cabo Verde e a União Europeia prevê observadores a bordo dos navios da UE a partir de 2022

O Diretor nacional de Pesca e Aquacultura, Albertino Martins, esclareceu hoje que o acordo de pesca entre Cabo Verde e a União Europeia apenas prevê a captura de espécies altamente migratórias em passagem pelas águas nacionais, e anunciou observadores de bordo em navios da UE a partir de 2022.

Albertino Martins, fez estes esclarecimentos em conferência de imprensa, hoje no Mindelo, onde apresentava os resultados no âmbito da reunião da comissão mista sobre o acordo de pesca entre Cabo Verde e a União Europeia.

Para este responsável nacional das pescas, os objetivos alcançados pelas equipas técnicas reunidas é, “muito positivo” avançando que o acordo de pesca, apenas prevê a captura de espécies altamente migratórias em passagem pelas águas nacionais e que podem não ser capturadas por embarcações nacionais.

Albertino Martins, referiu ainda que o acordo de pesca aprovado em 2020, obriga a que as embarcações licenciadas no quadro do protocolo respeitem as artes de pesca previstas, a sustentabilidade e as áreas definidas para a atividade.

No sentido de garantir o cumprimento das regras, salientou que tem havido fiscalizações constantes por parte da Inspeção Geral das Pescas. A fiscalização será ainda mais eficaz, prosseguiu, com a presença de observadores técnicos e científicos a bordo das embarcações, a partir do próximo ano. Para tal, apontou, a formação dos técnicos arrancará já no início de 2022.

As equipas técnicas discutiram também as contrapartidas previstas no acordo e na sua aplicação no desenvolvimento das pescas em Cabo Verde, na investigação e na fiscalização.

As licenças de pesca para este ano, as quantidades das capturas e os acordos existentes com outros estados, nomeadamente Japão e Senegal, foram ainda alguns dos temas abordados na reunião de dois dias.

Cabo Verde espera ter, a partir do próximo ano, observadores técnicos e científicos a bordo das 69 embarcações europeias autorizadas a pescar em águas nacionais, no âmbito do acordo de pesca com a União Europeia, anunciou hoje o director nacional das pescas e aquacultura

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.