Jovem perseguida e ameaçada de morte em São Vicente: ICIEG pede acções mais céleres de forma a evitar mais uma tragédia

21/10/2021 21:47 - Modificado em 22/10/2021 11:18
| Comentários fechados em Jovem perseguida e ameaçada de morte em São Vicente: ICIEG pede acções mais céleres de forma a evitar mais uma tragédia

O caso da jovem de São Vicente que continua a sofrer ameaças de morte e tentativas de agressão por parte do ex-namorado,  que não aceita o fim do relacionamento, tem provocado várias reações a nível nacional, tendo a presidente da ICIEG reagido com energia e considerado inadmissível que situações do tipo possam acontecer.

Rossana Almeida considerou esta quinta-feira que a falta de resposta às denúncias das vítimas da Violência Baseada no Género pode pôr em causa todo o trabalho para incentivá-las a denunciar os maus tratos e que isso pode levar a um retrocesso no combate a este flagelo social.

Segundo vincou, “temos uma lei, das mais avançadas que existem, mas não podemos estar a ter leis das quais nos vangloriamos por serem uma excelentes, quando na prática não há respostas e continuamos a ter ameaças de morte e feminicídio”.

Na mesma linha defende que as pessoas vão às autoridades denunciar e depois acabamos por ver o nosso trabalho a ir por água baixo porque depois não há uma resposta célere. Exigimos respostas urgentes nos casos de VGB”, criticou a presidente do ICIEG.

Para concluir Rossana Almeida questiona: “De que adianta fazer denúncias se o processo não é levado até ao fim e acabamos de ver vidas humanas perdidas, devido a VBG?

Elvis Carvalho

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.