José Maria Neves eleito o quinto Presidente de Cabo Verde

17/10/2021 23:43 - Modificado em 18/10/2021 00:08

Apoiado pelo Partido Africano pela Independência de Cabo Verde (PAICV), José Maria Neves, ex-primeiro-ministro, é o segundo presidente de cor política diferente do governo desde a independência. Neves que venceu na primeira volta já recebeu 51.5% dos votos, contra 42,6% de Carlos Veiga.

Os resultados oficiais provisórios divulgados pela Comissão Nacional de Eleições indicam que José Maria Neves venceu as eleições deste domingo, 17 outubro, tendo neste momento 51.5%, ou 93.149 votos. Por seu lado, Carlos Veiga reúne 42,6%, o equivalente a 77.018 votos.

Com a abstenção em 51,7%, Neves ganhou as eleições em quase todo o arquipélago, à exceção das ilhas de São Nicolau, Maio, Sal e Brava.

Pela segunda vez em 30 anos de pluralismo político e em 46 anos de história, Cabo Verde terá um presidente de cor política diferente do governo.

José Maria Neves, apoiado pelo maior partido da oposição de Cabo Verde, o PAICV, está com mais de 16 mil votos de vantagem sobre Carlos Veiga, o candidato apoiado pela pelo partido no governo, o Movimento para Democracia, MPD, no poder desde 2011. Neste momento, faltam 36 mesas por serem apuradas.

Numa primeira reação, o presidente interino do PAICV Rui Semedo, começou por felicitar os cabo-verdianos pela “maturidade”, sublinhando que tomaram uma “boa decisão, escolha bem balançada”.

“Decidiram na primeira volta para não haver equívocos. Os militantes do PAICV que estiveram bem. Não é crime um partido político apoiar a campanha eleitoral de um candidato às presidenciais. Ganhou a democracia que funcionou plenamente. O José Maria Neves é uma personalidade de projeção muito grande no país e na diáspora “, vincou.  

O mesmo apontou ainda o dedo ao Governo que disse que foi o “grande perdedor a par do seu presidente Ulisses Correia e Silva”. “O Governo, o presidente do MPD, o partido e a UCID foram os grandes derrotados destas eleições presidenciais” concluiu.  

Nesta que foi a mais concorrida eleição presidencial no arquipélago, sete candidatos – Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro – concorreram entre si este domingo ao posto de chefe de Estado cabo-verdiano, depois de Aristides Pereira (1975/1991), António Mascarenhas Monteiro (1991/2001), Pedro Pires (2001 – 2011) e Jorge Carlos Fonseca, desde 2011.

No total, estavam inscritos 398.864 eleitores – 342.777 no território nacional e 36.970 no conjunto dos países que integram a diáspora -, que dispõem de 1.053 mesas de voto nos círculos nacionais e 243 no estrangeiro.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.