Vida e obra da “ Diva dos pés descalços” vai ser contada em série de ficção

14/10/2021 23:32 - Modificado em 14/10/2021 23:34

 “Sodade ”, nome da canção mais marcante interpretada por Cesária Évora vai ser o título da série de ficção Portuguesa sobre a intérprete/artista cabo-verdiana, baseada na Biografia feita pela jornalista polaca Elzbieta Sieradzinska, vai começar a ser gravada no primeiro trimestre de 2022 e que terá como protagonista a cantora cabo-verdiana Eliana Rosa residente em Portugal.

A ser realizada pelo produtor e realizador Hugo Diogo, a série debruça-se sobre a “diva dos pés descalços” Cesária Évora, e foca em “contar a história dela desde a infância até à hora da morte, precisamente, o dia em que ela morre, e está a ser entrevistada por um jornalista, “disse em entrevista à Lusa, o realizador Hugo Diogo.

Também produtor, Hugo Diogo revelou as dificuldades encontradas pelo facto da língua portuguesa ser a predominante no projecto e ter “a língua crioulo constantemente a ser usada na série, talvez seja esse o maior problema depois na internacionalização e no financiamento da série,”. Temos muitas produtoras interessadas em participar no projecto, mas depois quando se começa a chegar aos detalhes técnicos e quando se começa a perceber que a língua é o português e o crioulo já encontramos alguns obstáculos,” constatou.

Hugo Diogo dá prioridade a aproximação do projecto com a realidade vivenciada por Cesária Évora, e também reconhece que deve haver uma “liberdade criativa para tocar algumas notas de fantasia”, recordando que a vida que “nunca foi fácil” para a intérprete, segundo contos na primeira pessoa e por pessoas que partilharam histórias com ela. “Teve uma vida muito complicada, sempre com o coração partido e com muitas despedidas, “disse.

Segundo o produtor português, Mindelo, Lisboa e Paris serão os locais de filmagens da série, que contará com a coprodução da Argentina e aguarda fechar coproduções com os Estados Unidos e França.

O autor dos filmes “Lua Azul”, “Incógnito”, “Marginais “e “O tempo de duas músicas” revelou ainda que pretende contar com a participação do realizador franco-senegalês Alain Gomis em alguns episódios.

Com um orçamento avaliado em 2,4 milhões de euros, “Sodade” com 8 episódios, é uma produção da Lanterna de Pedra Filmes, que está na fase final da escolha do elenco.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.