Covid-19: DNS assegura que situação da doença no país é estacionária

11/10/2021 22:48 - Modificado em 11/10/2021 22:51

Cabo Verde tem registado nas últimas semanas uma tendência decrescente de casos de Covid-19, estando neste momento com a situação estacionária, conforme o Director Nacional de Saúde.

Os dados avançados por Jorge Noel Barreto, durante a conferência de imprensa semanal sobre o ponto de situação da covid-19 no país, indicam que nos últimos 14 dias houve uma redução do número de casos, contribuindo assim para a descida percentual da taxa de positividade e de incidência acumulada. Neste momento a taxa de incidência acumulada é de 79/100 mil habitantes, enquanto a taxa de positividade é de 5,2%

No período de 13 a 26 de setembro, segundo Noel Barreto, foram analisadas 12.296 amostras (878 por dia), resultando em 841 casos novos nesse período, o equivalente a 60 casos por dia, com uma taxa de positividade de 6,8%. Entretanto, no período de 27 de setembro a 10 de outubro, foram analisadas 8.551 amostras, das quais resultaram em 445 casos positivos, o equivalente a 32 casos diários, com uma taxa de positividade de 5,2%, mas ainda acima do desejado que é de 4%.

A mesma fonte, quanto à incidência acumulada, precisou que há duas semanas situava-se nos 149/100 mil habitantes e atualmente encontra-se em 79/100 mil habitantes. Apesar dos dados parecerem animadores, o DNS indicou que é preciso a colaboração de todos para diminuição dos dados, apelando também às diferentes candidaturas às presidenciais a terem em conta a situação pandêmica.

Jorge Noel Barreto apelou ainda à vacinação, no sentido de ter Cabo Verde ainda mais protegido contra o vírus SARS-CoV-2. Neste momento, disse, estão a ser administradas a vacina da Moderna, doadas pelos EUA, e cada frasco de vacina tem 15 doses, e se não forem vacinadas 15 pessoas as restantes doses acabam por se danificar, porque o referido frasco “depois de aberto não dá para guardar”.

Disse ainda que a vacina da AstraZeneca tem o prazo de validade até o próximo mês, pelo que está a ser administrada às pessoas da segunda dose.

“A vacina é importante, porque para além de proteger a si, protege os outros” reafirmou, precisando que das 11 pessoas internadas nos hospitais do País, 9 não estão vacinadas, das quais 3 estão em estado grave.

No mês de outubro, indicou, já morreram 7 pessoas, e maioria não estavam vacinadas, pelo que a vacina tem se mostrado eficaz.

Em Cabo Verde até ao momento já foi vacinada 79% da população com a primeira dose e 45,4% com a segunda.

A meta do país é terminar o mês de outubro com 85% com uma dose e 50% com a segunda.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.