SINDPROF pede “habitação condigna” aos professores em início de carreia que trabalham fora das suas ilhas de origem

11/10/2021 21:35 - Modificado em 11/10/2021 21:35

O Sindicato Democrático dos Professores (SINDPROF) mostrou-se muito preocupado com a situação que os professores que trabalham fora das suas ilhas de origem e que enfrentam enormes dificuldades devidas ao alto custo de vida nas ilhas chamadas turísticas.

A preocupação foi avançada pelo sindicato na sua rede social, que referindo a estas circunstâncias, apelou ao governo para disponibilizar os apartamentos do IFH a um preço razoável, justificando que, nomeadamente no Sal e Boavista, muitos professores estão a enfrentar “sérios problemas no que tange ao pagamento das rendas de casas” devido ao elevado preço de renda dos apartamentos nas referidas ilhas.

A questão é que muitos destes profissionais pagam duas rendas. “Uma renda para a família na ilha de origem e outra na ilha onde se encontram a trabalhar, constituindo assim, um esforço gigantesco em termos de despesas mensal para o professor”, sustentou o sindicato.

Tendo em conta esta situação este sindicato de professores dirigiu uma missiva ao Ministro da Educação solicitando os esforços necessários junto do Ministério das Infraestruturas e do próprio Primeiro-ministro para que se disponibilize, por arrendamento, ou mesmo por venda e a um preço razoável, os apartamentos do IFH aos professores que vão das outras ilhas trabalhar nas ilhas turísticas, à semelhança do que acontece com o agentes da Polícia Nacional que beneficiam de uma parceria entre o Ministério da Administração Interna e o IFH.

O SINDPROF acredita que se o Ministério da educação tiver este assunto em pauta, grande parte do problema da mobilidade/transferência de professores ficaria sanada, pois com uma renda acessível poucos professores teriam interesse nas transferências, visto que o que os leva a solicitar o regresso à ilha de origem é exatamente as rendas astronómicas e a dupla renda que pagam.

EC

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.