PN aponta colisão e despiste como causas do acidente que vitimou Dukinha – Condutor da viatura fora de perigo (retificado)

11/10/2021 17:14 - Modificado em 11/10/2021 22:43

Em declarações à imprensa o chefe da divisão de trânsito da Polícia Nacional, em São Vicente Maurino Neves, esclareceu que as viaturas envolvidas no acidente, um táxi e um Honda Civic, onde seguia Dométio “Dukinha” Spencer, junto os dois internacionais, Carlos Rodrigues (Ponk) e Hélder Tavares, despistou-se e bateu no lado do táxi, que seguia rumo ao aeroporto, depois, desviou-se e captou até cair numa ribanceira, provocando a morte do ex-futebolista.

Embora o carro tenha ficado bastante destruído no acidente, os atletas não sofreram ferimentos graves e após o acidente, dirigiram-se para o hotel onde estavam hospedados, para serem visto pelo médico da seleção nacional, que avançou que estes estão clinicamente estáveis.

Sobre o jovem de 32 anos, que conduzia o carro, e que está internado no HBS, o diretor clínico, Paulo Almeida, afirmou que a sua situação é estável.

“Neste momento vai ser internado no serviço de cirurgia com lesões a nível da parte do pescoço e no couro cabeludo. São feridas sem sinais de gravidade. Vai ser avaliado por outras especialistas para saber o seu estado geral, mas não inspira cuidados acrescidos. Vai ficar somente internado para fazer o tratamento que deve ser feito nesses casos”, explicou o médico citado pela Inforpress.

Quanto à vítima mortal deste acidente, o diretor clínico do HBS revelou que a mesma deu entrada na unidade hospitalar, por volta das 06:35, já sem sinais de vida. 

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.