Covid-19: Cabo Verde vai deixar na próxima semana a lista vermelha do Reino Unido, de países e territórios com restrições de viagens

7/10/2021 22:09 - Modificado em 7/10/2021 22:09

O Ministério dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Integração Regional, anunciou hoje que a partir de segunda-feira, 11 de outubro, Cabo Verde sairá da lista vermelha do Reino Unido de países e territórios com restrições de viagens.

Segundo informações avançadas pelo executivo, a informação oficial foi recebida ao início da tarde de hoje, sendo que com esta medida, espera-se um incremento da retoma turística com a vinda de turistas britânicos para o país, principalmente com o aproximar do inverno.

De lembrar que, antes da pandemia, em 2019, de acordo com o INE, o mercado britânico foi principal emissor de turistas para Cabo Verde, quase 200 mil britânicos visitaram Cabo Verde, praticamente um quarto dos turistas estrangeiros que as unidades hoteleiras do arquipélago receberam em todo esse ano.

De acordo com o estudo estatístico do turismo em Cabo Verde em 2019, as unidades hoteleiras cabo-verdianas receberam um recorde de 819.308 hóspedes, um aumento de 7% face a 2018, e 5.117.403 dormidas, um crescimento também homólogo de 3,7%.

Com 196.557 hóspedes, o mercado britânico voltou a ser o principal emissor de turistas para Cabo Verde, representando 24% do total, liderando também no tempo de estadia, que foi, em média, de 8,1 dias em 2019.

Em 2018, os turistas britânicos que visitaram Cabo Verde representaram 22,7% do total, chegando neste ano aos 174.078.

Entretanto, desde o início da pandemia de covid-19 que aqueles turistas praticamente desapareceram de Cabo Verde, face às apertadas regras e limitações impostas pelas autoridades britânicas no regresso ao país.

A procura turística internacional por Cabo Verde, de cerca de 25.000 turistas no primeiro semestre deste ano, passou a ser liderada por Portugal.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.