Travessia Laginha/Djeu/Laginha com recorde de participantes -26 nadadores de quatro ilhas

30/09/2021 00:59 - Modificado em 30/09/2021 00:59
| Comentários fechados em Travessia Laginha/Djeu/Laginha com recorde de participantes -26 nadadores de quatro ilhas

De ano para a ano, o número de participantes da travessia Laginha/Djeu/Laginha, com um aumento significativo, e inscreveram 26 pessoas que querem participar da prova, maior número de sempre, que acontece, no próximo sábado, 02 de outubro, sob o lema ” Nôs Mar, Nôs Riqueza”.

A prova em mar aberto é uma iniciativa da Associação de Natação de São Vicente, é uma travessia que, por enquanto, não tem uma componente competitiva.

O presidente da Associação Regional de Natação de São Vicente disse que a prova que conta com atletas dos 20 aos 58 anos de idade, das ilhas de Santiago, Santo Antão, Sal e Boavista, continua a ser, conforme os mentores da iniciativa, uma forma de promoção e investimento na modalidade, nesta que é a sétima edição da travessia em mar aberto, num percurso de 5,2 quilômetros.

Jandir Pina diz que a Associação tem feito um trabalho, mais de massificar esta modalidade e por isso, este número é segundo este responsável uma forma de mostrar que a natação e principalmente deste tipo de natação em àguas abertas, que é uma prova considera mais difícil, tem ganho ao longo destas sete edições, cada vez mais adeptos. “Queremos continuar a massificar a modalidade e quiçá, para além de inscrever “Volta a Djeu” como uma competição a nível nacional, é introduzir o trajeto na programação das provas internacionais de natação em águas abertas.

“E assim alavancar ainda essa linda Baía do Mindelo, e também promover o país e a ilha em termos de trazer mais pessoas para a prática desta modalidade”, refere.

David Monteiro, que além de membro da associação é também um dos participantes da prova, aponta o investimento que a associação tem feito ao longo dos anos na modalidade, acredita que esta vai ser uma das melhores travessias até agora. “A ideia é sempre enaltecer e investir na modalidade de forma a cimentar a nível nacional”.

A preparação, diz David Monteiro, tem sido intensa, com preparação física e psicológica. “Fazemos treino em grupo, e acredito que sábado as pessoas vão estar em força para fazer mais esta edição.

Em termos de Logística, já está tudo montado pela organização, que conta com o apoio da Polícia Marítima, Guarda Costeira, Cruz Vermelha, Proteção civil e bombeiros e o grupo do Remex – Travessia a remo, e outras embarcações bem como outros apoios.

No ano passado a prova foi conquistado pelo espanhol Andrés Sobrido, que este ano devido a problemas de agenda, não é possível a sua participação.

Elvis Carvalho 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.