INPS gasta anualmente cerca 3 milhões de contos só no ramo da doença e maternidade

28/09/2021 23:04 - Modificado em 28/09/2021 23:04
| Comentários fechados em INPS gasta anualmente cerca 3 milhões de contos só no ramo da doença e maternidade

Um estudo elaborado pelo Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) revelou que Cabo Verde gasta anualmente cerca 3 milhões de contos só no ramo da doença e maternidade, um aumento de 9%, enquanto as receitas cresceram apenas 6%.

Realizado em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o estudo sobre o Ramo de Doença e Maternidade aponta uma situação preocupante, já que segundo a presidente da comissão executiva do INPS, Orlanda Ferreira, todos os anos tem havido um aumento.

 “Os custos do ramo de doença têm vindo a crescer na ordem dos 9% anualmente e as receitas afetas a estes encargos crescem cerca de 6%. Ose os custos cifram-se na ordem dos 3 milhões de contos, com a tendência de as despesas ultrapassarem o crescimento das receitas”, apontou a responsável à Lusa. 

Orlanda Ferreira avançou ainda que a ideia do instituto, agora, com base neste estudo, será definir um plano de intervenção com medidas a serem implementadas nos próximos anos de modo a evitar o desequilíbrio do sistema e evitar usar recursos de outros ramos para o sector da doença e maternidade.

Por seu turno, o ministro do Estado, Família, Inclusão e Desenvolvimento Social, Fernando Elísio Freire, disse que o estudo veio reorientar as contribuições no ramo da doença e saúde, sector que tem “uma despesa significativa” no Instituto Nacional de Previdência Social. 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.